Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lume Brando

06
Fev19

Bolo simples de tângera [ou uma receita para aquecer o inverno]

bolo_tangera_1.jpg

bolo_tangera_3.jpg

 

Não é que precisasse de ter um blog para isso, mas a verdade é que cozinhar e escrever para o Lume Brando me fez ficar mais atenta às estações do ano e aos produtos que cada uma delas nos traz, valorizando e privilegiando os ingredientes de cada época.

 

De todas as estações, o inverno é aquela que menos me atrai. O frio (da chuva nem se fala) deixa-me de mau humor, não gosto da roupa de inverno e sinto-me sempre pior vestida do que no resto do ano. Sou "friorenta", ando sempre com várias camisolas interiores e casacos e mesmo assim sinto quase sempre um desconforto. Nada menos sexy do que isto, certo?

 

Mas tenho de reconhecer que nem tudo é mau nesta época do ano. Adoro as frutas e os legumes desta altura, e tenho a sorte de muitos dos que me vêm parar à mesa serem de quintais e pomares de família, cultivados de forma natural. Como é o caso das tângeras que usei para fazer este bolo. São do pomar dos meus pais e se há anos em que alguma coisa não corre tão bem e as árvores ficam quase despidas, este ano é vê-las carregadinhas de esferas laranjas bem vibrantes.

 

Tenho várias receitas de bolos de laranja aqui no blog e até um bolo de tângeras um pouco parecido com este, que podem espreitar aqui, mas este é ainda mais simples. Adaptei uma receita do livro "Tesouro das Cozinheiras" - que foi um dos primeiros livros de cozinha que recebi de presente num aniversário, há mais de vinte anos - e ficou ótimo: húmido e fofo ao mesmo tempo.

 

Não têm tângeras? Não faz mal, substituam-nas por laranjas, tangerinas, clementinas... tenho a certeza de que qualquer citrino doce desta família fará o bolo brilhar. Vamos à receita?

 

bolo_tangera.jpg

 

BOLO DE TÂNGERAS 

110 ml de azeite

130 g de açúcar amarelo

3 ovos

140 g de farinha sem fermento

1/2 de sopa de fermento em pó

2 tângeras - sumo e raspa

 

Para a calda:

2 tângeras

Açúcar amarelo qb

 

Para a cobertura:

1/2 chávena de açúcar em pó

Sumo de tângera qb (1/2 tângera)

 

Pré-aqueça o forno nos 180º.

Unte/polvilhe muito bem uma forma retangular.

Bata o azeite com o açúcar e o sumo de tângera.

Junte os ovos, um a um, mexendo bem. 

Adicione a raspa das tângeras e por fim a farinha e o fermento - estes de preferência peneirados, para não criar grumos.

Verta para a forma e leve a cozer durante cerca de 30-40 minutos - vá espreitando, o tempo de cozedura vai variar não só de acordo com cada forno ou até a humidade que estiver nesse dia, como com a forma que se utilizar, mais baixa ou mais alta, por exemplo. Faça o teste do palito para saber se está pronto: espete um palito no centro do bolo, se sair seco, o bolo está cozido.

Desenforme e deixe arrefecer.

 

Para a calda, obtenha o sumo de duas tângeras, adoçe com açúcar amarelo a gosto (eu usei 1 colher de sopa de açúcar) e leve ao lume para aquecer e o açúcar derreter. Verta sobre o bolo já arrefecido.

 

Para a cobertura: vá juntando sumo de tângera ao açúcar e mexendo bem com uma vara de arames até obter o glacê que pretende: o meu ficou relativamente fluído. Verta por cima do bolo e sirva.

 

MAIS BOLOS COM CITRINOS:

3 comentários

Comentar post

Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D