Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lume Brando

24
Nov11

Já cheira a Natal.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5678519136128395986" />

Na cozinha do Lume Brando já se começam a sentir os aromas de Natal.

Tenho andado a testar receitas para um projecto que está quase, quase a sair do forno, e depois de uns queques de baunilha fantásticos, cuja receita também virá para aqui em breve, foi a vez destas bolachinhas de chocolate.
Uma receita alternativa à massa tradicional de manteiga, que resultou muito bem. Ficaram estaladiças e com um delicioso sabor a cacau. Daquelas que é impossível comer só uma...

Confesso que até a massa crua fartei-me de comer, o que me deixou logo optimista quando ao resultado final ;)

A receita original está neste livro fantástico da "tia" Martha.

Bolachinhas de chocolate com formas

Para 3 a 4 dúzias

1 1/2 chávenas* farinha sem fermento
1/2 + 2 colheres de sopa de cacau em pó
1/8 de colher de chá de sal (não usei)
1/4 colher de chá de canela moída (não usei)
180 g de manteiga sem sal à temp. ambiente (usei com sal)
1 1/2 chávena* de açúcar em pó peneirado
1 ovo L ligeiramente batido (usei M)
1/2 colher de chá de extracto de baunilha


Peneirar a farinha, o cacau, o sal e a canela (se for caso disso) para uma taça.
Com a batedeira eléctrica, bater a manteiga e o açúcar durante cerca de 3 minutos, até se obter um creme esbranquiçado e relativamente fofo.
Juntar o ovo e a baunilha, reduzindo a velocidade da batedeira, e gradualmente adicionar a mistura de farinha e cacau.
Formar uma espécie de bola achatada de massa e levá-la ao frigorífico no mínimo durante uma hora (se achar que a massa está pegajosa e não consegue formar uma bola, junte um pouco mais de farinha, até se despegar das mãos.
Entretanto pré-aquecer o forno nos 180º.
Depois de bem refrigerada, estender a massa numa superfície enfarinhada, esticá-la com o rolo e cortar as formas desejadas. Passar as bolachas para o tabuleiro onde vão cozer (anti-aderente ou forrado com papel vegetal) e levar ao frigorífico por mais 15 minutos. Se a massa começar a ficar mole, leve-a de novo ao frio por alguns minutos antes de cortar as bolachas.
Repetir até terminar a massa.
Depois de arrefecidas, decorar as bolachas com glacé, por exemplo, ou embalá-las mesmo nesta versão mais simples e oferecer a alguém especial :)

*250 ml de capacidade
23
Dez10

A todos, um Bom Natal.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5553805795891552626" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5553805799078169842" />

O stress, o trabalho e as correrias da época (infelizmente, o Natal também é feito disso) tomaram conta do Lume Brando.
Mas não queria que a data passasse por aqui em branco.

Estas foram algumas das bolachas que fiz para os meus rapazes levarem para escolinha e para oferecer a alguns amigos especiais.
Inventei na receita e não ficaram muito boas, mas acho que cumpriram o seu papel de miminho 'eye candy'.

A todos os que me lêem e aos que nem por isso; a todos os food bloggers e food lovers; a todos os amigos - virtuais e reais; a todos, sem excepção, desejo um Bom Natal e um 2011 recheado de experiências positivas.

Um PS especial para os blogs de cozinha que costumo visitar e onde às vezes deixo uma palavrita (acho que sabem quem são!): tenho andado muito ausente da blogosfera, mas estou certa de que vou ter muita coisa boa para pôr em dia, assim que conseguir acalmar. A partir de Fevereiro, se tudo correr bem, espero poder voltar a acompanhar mais de perto as vossas aventuras culinárias! Beijos felizes.
08
Dez10

Sweet little pigs.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5546435202205053282" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5546435197744244466" />

Mais uma variação com a receita do costume.
Estas foram uma brincadeira que ofereci a umas amigas, num lanche recente em casa de uma delas cujo apelido é o nome que se dá aos porquinhos bebé ;-).
Foi a primeira vez que usei corante no glacé (corante gel cor-de-rosa que tinha comprado para colorir pasta americana) e correu melhor do que eu esperava.
Mas atenção: basta molhar a ponta de um palito no gel e passá-lo no glacé para conseguir este rosa, pois o corante é muito forte.
Outra coisa boa que comprovei com esta experiência: a massa de bolachas que costumo usar e que está aqui pode ser congelada, sem comprometer o seu comportamento.
Quando quiser fazer as bolachas, descongele à temperatura ambiente até estar em condições de ser trabalhada. Junte um pouco mais de farinha sem fermento à massa antes de estendê-la (truque a usar mesmo que a massa seja fresca): vai ficar mais seca e maleável e permitir cortar as bolachas mais facilmente.
30
Nov10

Say cookie!

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118192120584882" />

Os filhos gémeos da minha grande amiga E. fizeram 5 anos este fim-de-semana e estas foram as bolachas lollipop oferecidas no fim da festa como lembrança.
Uma encomenda especial que fiz com muito carinho e que espero ter agradado aos convidados mais novos (eu pelo menos comi uma e achei que estava óptima!).

Com o resto da massa, estreei a minha última aquisição no que toca a cortadores e o resultado foram as bolachinhas do prato branco, mais abaixo. Acho que ficaram tão perfeitinhas, que se tiver tempo vou fazer umas boas fornadas antes do Natal para distribuir pela família e os amigos. Falta encontrar a lata perfeita...

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118193918498050" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118291493348354" />
Desta vez, houve uma versão 'normal' para meninos e uma 'especial' para meninas.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118433449147314" />
Aqui a ideia inicial era parecer uma 'varinha de condão' de princesa ou fada, mas depois concluí que funcionava melhor como lollipop de Natal e resolvi fazer aquele bichinho híbrido - meio ursa, meio coelha - para as meninas.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118302934241202" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5545118293202807378" />
O cortador destas foi comprado na Pasgelpan. A massa de todas estas bolachas é a do costume e está aqui. Neste caso, antes de irem ao forno, pincelei-as com água e polvilhei-as com açúcar mascavado granulado. Agora que já tenho alguma experiência, posso dizer que se juntarmos um pouco mais de farinha à receita original, nem que seja apenas no momento de esticar a massa, já depois de repousada no frigorífico, torna-se mais fácil cortar as bolachas. Passar o lado cortante do cortador (passe o pleonasmo) em farinha antes de cortar cada bolacha também ajuda. E já agora: quanto mais tempo estiverem no forno, mais estaladiças ficam e mais tempo assim se conservam, ainda que não fiquem tão branquinhas e uniformes para decorar (isto no caso das lollipops).
14
Dez09

O Natal está no forno!

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5415234485360750706" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5415234486797546770" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5415234500349515138" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5415237803583660706" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5415238408641615922" />

As minhas primeiras bolachas deste natal saíram do forno este fim-de-semana, para mimar duas grandes amigas e as suas pequenas e adoráveis princesas.
Desta vez peguei numa receita retirada de uma Blue Living antiga e gostei bastante do resultado, sobretudo porque se adaptou muito bem a esta versão lollipop.
A massa é muito fácil de fazer e as bolachas ficaram saborosas e estaladiças.
Na primeira fornada, para testar a receita, tive a ajuda do L. que, como sempre, adorou amassar, cortar as bolachinhas e comê-las mal saíam do forno, quase não tinham tempo de arrefecer!
A segunda fornada foi feita já a horas tardias, com direito a decoração colorida.
Fiz uma primeira experiência com chocolate branco derretido, mas depois fiz o glacé da receita, com água e açúcar em pó, a que juntei umas pinguinhas de limão.
Com chocolate branco ficam mais gulosas, mas com o glacé (nas fotos), ficam mais bonitas.

Bolachinhas de Natal*

300 g de farinha sem fermento
150 g de açúcar
150 g de manteiga
2 ovos

Glacé e Smarties para decorar

Pré-aquecer o forno nos 180º.
Colocar a farinha, o açúcar e os ovos numa taça.
Juntar a manteiga bastante amolecida
(derreter ligeiramente no microondas, por exemplo) e amassar com as mãos até obter uma massa uniforme e macia.
Dividir em duas porções, achatá-las em forma de disco, envolvê-las em película aderente e levar ao frigorífico durante meia hora. Retirar um disco de cada vez do frigorífico e, sobre a superfície de trabalho ligeiramente enfarinhada (ou sobre papel vegetal) esticar a massa com o rolo até ficar com cerca de 5 mm de espessura. Se for para fazer bolachas normais, estender um pouco mais, para que fiquem mais finas. Fazer bolachas com os cortantes natalícios, transferi-las para um tabuleiro anti-aderente ou forrado com papel vegetal e introduzir-lhes um palito de espetada até pelo menos metade da bolacha (eu corto os palitos em altura, antes de aplicá-los, para que a 'bolacha chupa-chupa' fique com uma proporção equilibrada; o tamanho e o tipo de palito dependem dos cortantes que utilizar).
Levar ao forno durante cerca de 12 minutos ou até começarem a dourar à volta (mas não devem dourar por todo, convém que fiquem relativamente clarinhas).
Arrefecê-las preferencialmente sobre uma rede.
Proceder de igual modo com a restante massa.
Depois de frias, decorá-las com chocolate branco derretido ou glacé
(ver indicações a seguir) e smarties 'mini'.
Deixar secar durante a noite, de preferência em recipiente tapado para não amolecerem.

Glacé branco
Para decorar

125 g de açúcar em pó
Cerca de 5 colheres de sopa de água fria
Umas gotinhas de limão


Peneirar para uma taça o açúcar. Juntar a água aos poucos, mexendo bem, até atingir uma consistência densa, homogénea e brilhante. Espremer umas gotinhas de sumo de limão para aromatizar e cortar um pouco a doçura do glacé. Espalhar o glacé com uma colher de sobremesa, alisando a superfície com as costas da colher.
Decorar com smarties 'mini'. Deixar secar um pouco ao ar e depois acabar de secar em recipiente fechado para não amolecerem.
Ainda demoram várias horas a secar, por isso o melhor é decorá-las de véspera.

Embrulhar e oferecer :-)


*Não sei dizer ao certo para quantas bolachas dá esta dose de massa, depende bastante do tamanho dos cortantes. Com estas quantidades fiz as das fotos e ainda sobrou para cerca de 25 mais pequeninas.

Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D