Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lume Brando

30
Jul13

Let's celebrate come on...




























Esta é a receita e a ideia de decoração que nos pode salvar sempre que quisermos fazer um bolo para uma data especial, mas estamos sem tempo ou grande paciência para pasta de açúcar ou bicos pasteleiros.
E é tão versátil, que tanto pode ser usada em aniversários de crianças, como em festas de crescidos, se o deixarmos mais simples ou o decorarmos de forma mais sóbria.

Outra vantagem: funciona com qualquer bolo - desde que o sabor combine com chocolate, claro, mas para mim praticamente todos os sabores vão bem com chocolate.

Neste caso, usei a minha receita 'todo-o-terreno' de bolo de chocolate, adaptado de uma receita básica de bolo chiffon, que em poucos minutos estamos a levar ao forno.

Podem ver aqui uma decoração semelhante, mas com chocolates Kit Kat - um pouco mais trabalhosa, pois é preciso separar as barritas de chocolate, que muitas vezes se partem (ou chegamos a casa com elas já partidas!).

A partir desta ideia tão simples (cujo autor é impossível descobrir no meio de tantas imagens de bolos parecidos espalhados pela net), podemos dar largas à imaginação: há destas bolachinhas em versão chocolate branco; há nozes, fruta fresca ou suspiros que podemos colocar por cima, há fitas e laços para todos os gostos. 

O importante é fazê-lo e decorá-lo com amor e... celebrar!

//

This is the recipe and decorating idea that can save you whenever you want to make a cake for a special occasion, but there's lack of time or you aren't in the mood for sugar paste or pastry tips.
And it's so versatile, that can both be used in children's birthdays and in grown ups parties, if you decorate it in a simpler way.

Another advantage: works with any cake - as long as the taste goes with chocolate, of course, but for me almost all the flavors go well with chocolate.

In this case, I used my  'all-proof' recipe of chocolate cake, adapted from a basic recipe of chiffon cake, which only take me some minutes to put it in the oven.

You can see a similar decoration here, but made with Kit Kat chocolates - more tricky, because you need to separate the chocolate bars, which often break apart (or get home with them already broken!).

Out of this simple idea (whom author I can't find in the middle of so many cakes alike spreaded over the internet), we can use our imagination: there's a white chocolate version of these biscuits, there are nuts, fresh fruit or meringues that we can put on top, there are ribbons and bows to suit all tastes.

The important thing is to bake and decorate it with love and ... celebrate!




























Bolo de chocolate decorado com Fingers e Smarties 

Para o bolo:
2 ovos
1 chávena de açúcar amarelo
1/2 chávena de óleo vegetal
1/2 chávena de água a ferver
65 g de chocolate em pó (ou 1/2 pacote)
1 chávena de farinha sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó

Chávena-medidora de 250 ml de capacidade

Para a ganache do recheio e cobertura:
200 ml de natas (eu gosto de usar as Parmalat de culinária)
200 g de chocolate de culinária

Para a decoração:
2 embalagens de biscoitos Fingers (usei 1 de chocolate de leite e 1 de chocolate preto)
2 embalagens de Smarties normais, mais alguns 'minis'
Fita de cetim a condizer


Comece por fazer a ganache: parta o chocolate aos pedacinhos para uma taça de vidro ou metálica.
Leve as natas ao lume num tachinho e quando começarem a ferver, retire a nata que se formou à superfície com uma escumadeira, e verta sobre o chocolate. Espere alguns minutos e mexa bem até obter um creme liso e brilhante. Reserve.

Pré-aqueça o forno nos 180º.
Unte bem com manteiga e polvilhe com farinha duas formas de 16 cm de diâmetro, forre o fundo com papel vegetal e volte a untar/polvilhar.
Coloque a água a ferver.
Com um batedor de varas, bate os ovos com o açúcar.
Junte o óleo, de seguida a água, e mexer bem.
Junte o chocolate, dissolva bem.
Envolva a farinha e o fermento.
Divida pelas duas formas e leve a cozer cerca de 25 minutos ou até um palito sair limpo do interior dos bolos.
Desenforme sobre papel vegetal e deixe arrefecer completamente.

Quando os bolos estiverem frios e a ganache já tiver adquirido alguma consistência, coloque um dos bolos no prato de servir. Com uma espátula, barre o topo com ganache e coloque o outro bolo por cima. Cubra todo o bolo com a ganache e cole os biscoitos a toda a volta do bolo, intercalando os sabores, caso use biscoitos de dois chocolates diferentes.
Termine com os smarties no topo e um laçarote a condizer.

//


Chocolate cake decorated with Fingers and Smarties

For the cake:
2 eggs
1 cup of brown sugar
1/2 cup of vegetable oil
1/2 cup of boiling water
65g chocolate powder (or 1/2 package)
1 cup plain flour
1 teaspoon baking powder


For the ganache - filling and frosting:
200 ml cream (I like to use 'Parmalat for cooking')
200 g cooking chocolate

For the decoration:
2 packs of Fingers biscuits (I used 1 milk chocolate and one dark chocolate)
2 packs of Smarties normal, some more 'minis'
Satin ribbon to match

Start by making the ganache: break the chocolate into small pieces into a glass or metallic bowl.
Bring the cream to the boil. Remove the skin that has formed on the surface with a slotted spoon, and pour over the chocolate. Wait a few minutes and stir well until mixture is smooth and shiny. Reserve.

Preheat the oven to 180 º.
Grease well with butter and dust with flour two molds of 16 cm in diameter, line the bottom with parchment paper and grease again/ dust with flour.
Put the water to boil.
Wisk the eggs with the sugar.
Add the oil, then the water and stir well.
Add the chocolate, dissolve well.
Involve the flour and the baking powder.
Divide by the two prepared molds and bake about 25 minutes or until a toothpick comes out clean from the inside of the cakes.
Turn out onto parchment paper and let cool completely.

When the cakes are cold and the ganache got some consistency, place one cake on serving plate. With a spatula, spread some ganache and place the other cake on top. Cover the entire cake with the ganache and 'glue' the biscuits to the cake, all the way around, alternating flavors, if you use two different chocolates biscuits. Finish with smarties on top and a matching bow tie.



21
Mai13

Há dias para tudo // There's a day for everything.







































Se há dias para tudo, porque não haver um dia especialmente dedicado aos bolos e doces de forno?
O World Baking Day foi celebrado no domingo passado, e este bolo de laranja e chocolate, feito para cantar os parabéns a uma pessoa da família, serviu também para assinalar a data.
Uma data que pretende valorizar o fabrico caseiro e fomentar o regresso à cozinha, enquanto espaço de experiências gratificantes e momentos de partilha.

Bom, para dizer a verdade, aqui em casa quase todos os dias são dias de ligar o forno.
Aliás, não sei o que seria de mim sem um. Há uns meses, o meu forno avariou e a sensação foi de pânico e vazio total. A sorte é que foi um problema rápido de resolver, tratou-se apenas de um botão partido. É que ainda por cima, adoro o meu forno: não sendo de luxo ou profissional, nunca me deixa ficar mal. E para mim, cozinha de conforto é sinónimo de pratos de forno.

Este ano, o movimento World Baking Day apelava a sermos corajosos, a experimentar uma receita diferente e a elevar a fasquia do desafio de fazer um bolo, um pão ou uns muffins...

Não podemos dizer que tenha seguido o briefing à risca, mas este bolo teve para mim uma novidade: foi o primeiro que fiz com azeite. E ficou delicioso, como normalmente acontece com as receitas do Flagrante Delícia. Que o diga a Maria João, do Clavel's Cook, que já o fez mais do que uma vez e me inspirou a experimentá-lo.

Espero que gostem. E não se esqueçam: o World Baking Day é sempre que o cozinheiro amador quiser!

//

If there are days for everything, why not having a day specially dedicated to cakes and baked desserts?
The World Baking Day was celebrated last Sunday, and with this orange and chocolate cake, made ??to sing happy birthday to a family member, I also wanted to mark the date.
A date created to cherish the homemade food and encourage the return to the kitchen, while space of sharing and rewarding experiences.

Well, to tell the truth, here at home almost every day is day of turning on the oven.
Actually, I don't know what would I do without one. A few months ago, my oven broke down and the feeling was of panic and total emptiness. Luckily, the problem was easy to fix, it was just a broken button. Even because I love my oven: it is not a luxury or a professional one, but never lets me down. And for me, comfort food is synonymous of oven dishes.

This year, the World Baking Day movement called to be brave, to try a different recipe and stretch the limits on baking a cake, bread or muffins...

We can not say that I'd followed the briefing to the letter, but this cake was a novelty for me: it was the first one I baked with olive oil. And it turned out delicious, as usually happens with  Flagrante Delícia recipes. Ask Maria João, from Clavel's Cook, who has baked it more than once, and inspired me to give it a try.

Hope you enjoy. And don't forget: World Baking Day is whenever the home baker wants!



























Bolo de azeite e laranja com chocolate
(receita original aqui / uma das versões do Clavel's Cook, aqui)

125 g de iogurte natural
120 g de azeite virgem extra
200 g de açúcar
(150 g para a massa e 50 g para as claras)
2 ovos
Sumo e raspa de uma laranja
180 g de farinha sem fermento
6 g de fermento em pó
100 g de chocolate de culinária
Calda de laranja (opcional)
Ganache de chocolate para rechear e cobrir
Sprinkles dourados para decorar (usei da Vahiné)
Pré-aquecer o forno a 180º C.
Untar bem duas formas com cerca de 20 cm de diâmetro, forrar o fundo com papel vegetal e voltar a untar e polvilhar com farinha (ou usar spray desmoldante). Numa taça, juntar o iogurte, o azeite, 150 g de açúcar, as gemas, a raspa e o sumo de laranja e bater bem. Adicionar a farinha peneirada com o fermento e bater a velocidade baixa (eu usei o batedor de varas e e não peneirei), até ligar todos os ingredientes. Bater as claras em castelo e ir adicionado o açúcar, aos poucos, até que fique com a consistência firme e brilhante de merengue. Incorporar as claras na massa, suavemente. Na versão da foto não usei chocolate na massa, mas ontem repeti a receita e segui as indicações para a versão marmoreada: separar 250 g de massa para outra taça. Derreter o chocolate em banho-maria ou no microondas (neste caso, durante poucos segundos de cada vez e mexendo bem entre cada intervalo de tempo). Misturar bem o chocolate com os 250 g de massa. Colocar as duas massas nas formas alternadamente, usando uma faca ou espátula para misturar e criar o efeito marmoreado. Levar a cozer os bolos durante cerca de 25 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco. Arrefecer ligeiramente dentro das formas, antes de desenformar. Desenformar, deixar arrefecer completamente, picar os bolos e regar com a calda de sumo de laranja (opcional) e rechear/cobrir com a ganache de chocolate.
Para a calda: sumo de 1 laranja + 1 colher de sopa de açúcar amarelo, levar a ferver e coar antes de usar, ainda quente.
Para a ganache: partir em pedacinhos 200 g de chocolate de culinária para uma taça de vidro ou metal; levar 200 g de natas ao lume num tachinho. Quando começar a fervilhar retirar do lume e verter sobre o chocolate, mexer um pouco, esperar uns 10 minutos e mexer bem com um batedor de varas até estar uniforme e brilhante. Deixe arrefecer bem antes de usar.
//
Orange and olive oil cake with chocolate
(Original recipe here / one of the Clavel's Cooks versions here)
125 g of natural yoghurt

200 g sugar (150 g + 50 g)
120 g of extra virgin olive oil
2 eggs
Juice and zest of one orange
180 g plain flour
6 g baking powder
100 g dark chocolate
Orange syrup (optional)
Chocolate ganache for the filling/frosting (opcional)
Golden sprinkles to decorate (I used Vahiné)
Preheat oven to 180 º C. Grease well two molds about 20 cm in diameter, line the bottom with parchment paper, grease again and coat with flour (or use baking spray). In a bowl, add the yogurt, olive oil, 150 g sugar, egg yolks, orange zest and juice and beat well. Add the sifted flour and baking powder and beat at low speed (I used the whisk and didn't sifted the flour and the baking powder) to mix all the ingredients. Beat the egg whites and add the sugar gradually until you have a firm and glossy meringue. Gently, incorporate the egg whites into the batter. In the version you see in the pictures, I didn't used chocolate in the batter, but yesterday I repeated the recipe and followed the steps for the marbled version: separate 250 g of the batter to another bowl. Melt the chocolate in a double boiler or in the microwave (in this case, for a few seconds at a time and stirring well between each interval). Mix the chocolate with the reserved batter. Pour the two batters alternately into the molds, using a knife or spatula to mix and create the marbled effect. Let bake the cakes for about 25 minutes or until a toothpick inserted in the center of the cakes come out dry. Cool slightly before unmolding. Unmold, allow to cool completely, prick the cakes and moisten them with the orange syrup (optional). Fill / frost with the chocolate ganache.
For the syrup: 1 orange juice + 1 tablespoon brown sugar, bring to boil and strain before using, still warm.
For the ganache: cut in little pieces 200 g of dark chocolate into a glass or metal bowl; heat 200 g of cream in a pan. When it starts to simmer remove from heat and pour over the chocolate, stir a bit, wait about 10 minutes and stir well with a whisk until creamy and shiny. Allow to cool thoroughly before using.

08
Mai13

Almoço de mães e um bolo à moda antiga. // Mother's Day lunch and an old-fashion cake.






















































Este ano, pela primeira vez, o almoço do Dia da Mãe foi cá em casa.
Soube muito bem receber as mães mais próximas da família, à excepção da minha sogra, que infelizmente não pôde estar presente.
E se o dia era de festa, a mesa - ou as mesas, pois éramos dezassete - tinham de estar à altura.

Se pudesse, tinha todos os dias a casa cheia de flores frescas, mas como vivo num apartamento, isso é financeiramente impossível e vou aproveitando estas datas especiais para trazer cá para dentro um pouco de Primavera.

Margaridas e cravinas em potes de vidro convertidos em jarras, loiça e toalhas brancas, argolas de guardanapo improvisadas, uma tulipa a marcar o lugar das mães... E de repente, a sala estava pronta para um almoço onde o sol também se sentou à mesa.

O menu foi simples e pouco trabalhoso: eu fiz uma espécie de salada caprese gigante e havia grissinos para acompanhar, a minha cunhada D. trouxe um folhado de cogumelos e o prato principal foi leitão assado daqui a pedido da minha mãe (estava uma delícia, mesmo para quem não é grande apreciador, como eu).
À sobremesa, para além de fruta, havia a famosa mousse de chocolate da minha cunhada R., o melhor bolo de chocolate da família, do meu irmão N., esta sobremesa de suspiros e frutos silvestres, e ainda o protagonista deste post: um bolo de coco vintage, baptizado assim por mim, à falta de nome melhor que o distinga dos bolos de coco habituais.

Vi a receita na Saveurs de Abril e a foto na revista conquistou-me de imediato.
Só quando comecei a fazer o bolo é que me apercebi de que se tratava de uma massa tipo pão-de-ló, mas com a ordem de junção dos ingredientes diferente, e que o recheio e a cobertura eram uma espécie de creme pasteleiro de coco.

É um bolo fofo e muito leve, cuja cobertura e recheio faz lembrar leite-creme e por isso nos remete para os bolos e para as sobremesas de antigamente. Por cá ficou aprovado, tanto pelo sabor, como pelo seu look romântico.

//

This year, for the first time, our Mother's Day lunchwas at my place.
It was very nice to get together the closest mumies ofthe family, except my mother-in-law, who unfortunately could not come.
And if the day was a special one, the table, or the tables,because we were 17, had to match the occasion.

If I could, my home would be always full of freshflowers, but as I live in an apartment, that is financially impossible, so I chosethese special moments to bring inside a bit of spring.

Daisies and carnations in glass jars converted toflower vases, white tablecloths and white tableware, DIY napkin rings and a tulip tomark the place of mothers ... And suddenly, the dining room was ready for a lunchwhere the sun also sat at the table.

The menu was a simple and no-fussy one: I made a kind of giant capresesalad, served with grissini, my sister-in-law D. brought a mushroom pie and the maincourse was roast suckling pig, from here, at my mother’s request (it was delicious,even for someone who is not very fond of suckling pig, like me).
For dessert, we had fruit, the famous chocolate moussefrom my sister-in-law R., the best chocolate cake in the family, from mybrother N., this meringue and berries dessert , and also the star ofthis post: a vintage coconut cake (I decided to call it like that to distinguishit from the more usual coconut cakes).

I saw the recipe in Saveurs (April edition) and thephoto in the magazine won me over immediately.
Only when I started baking it, I realized that it wasa kind of sponge cake (with the ingredients added in a different order I’m usedto), and the filling/frosting was coconut custard.

It’s a very light and fluffy cake, whose filling/frostingreminds our grandmothers’ traditional custard. 
Approved! Both for flavour andromantic look...









































Bolo de coco 'vintage'
(Saveurs Magazine)


Para o bolo:
6 ovos
200 g de açúcar em pó
100 g de farinha

Para o recheio e cobertura:
1 vagem de baunilha (usei da Vahiné)
75 g de amido de milho (usei Maizena)
150 g de açúcar em pó
6 gemas
500 ml de leite
250 ml de leite de coco
100 g de coco ralado para decorar (aprox.)

Começar por preparar o creme: juntar as gemas ao açúcare bater vigorosamente com uma vara de arames durante dois minutos, até se obterum creme esbranquiçado e leve.
Juntar o amido de milho e mexer bem.
Levar o leite e o leite de coco ao lume num tacho,juntamente com o interior (as sementinhas pretas, retiradas com a ponta de umafaca) da vagem de baunilha e deixar fervilhar durante 10 minutos.
Juntar à mistura de ovos, açúcar e amido de milho, mexendosempre. Verter de novo para o tacho e levar a ferver sem parar de mexer paranão ganhar grumos, até engrossar.
Passar para uma taça, cobrir com película aderente edepois de arrefecido guardar no frigorífico pelo menos 2 horas (eu fiz o cremede véspera).

Para fazer o bolo: ligar o forno nos 180º.
Untar bem duas formas redondas com cerca de 20 cm dediâmetro.
Separar as gemas das claras e bater estas em castelobem firme. Juntar as gemas às claras, a seguir o açúcar e por fim a farinha. Dividir a massa pelasduas formas e levar a cozer cerca de 25 minutos ou até estarem bem dourados eum palito sair limpo do seu interior.
Desenformar e deixar arrefecer.

Para montar: colocar um dos bolos no prato de servir,barrar com uma quantidade generosa de creme, colocar em cima o outro bolo ebarrar com o creme. Terminar com coco ralado.

//

'Vintage' coconut cake
(Saveurs Magazine)

For the cake:
6 eggs
200 g of icing sugar
100 g flour

For the custard:
1 vanilla pod (I used Vahiné)
75 g of corn starch (I used Maizena)
150 g of icing sugar
6 egg yolks
500 ml milk
250 ml of coconut milk
100 g shredded coconut to decorate (approx.)

Start with the custard: add the egg yolks to the sugar andwhisk vigorously for two minutes, until you get a creamy and light mixture.
Add the corn starch and mix well.
Bring the milk and coconut milk to the boil in a saucepan,along with the the black seeds of the vanilla pod (taken with the tip of aknife) and let simmer for 10 minutes.
Add to the egg, sugar and corn starch mixture, stirringconstantly. Pour back into the saucepan and bring to a boil stirring constantlyto avoid lumps, until thickened.
Transfer to a bowl, cover with cling film and let coolbefore refrigerate at least 2 hours (I made this the evening before).

To make the cake: turn on the oven to 180 º.
Grease two round moulds (about 20 cm diameter).
Separate the yolks from the whites and whip these tillthey form stiff peaks. Add egg yolks, icing sugar and finally the flour. Divide thebatter between the two moulds and bake about 25 minutes or until golden brownand a wood skewer comes out clean from the inside. Unmold and let cool.

To assemble the cake: place one cake on serving plate, spreadwith a generous amount of custard, place the other cake on top and frostall the cake with remaining custard. Finish with shredded coconut.


02
Mai13

Falar ao coração. // Heart talk.




























No próximo domingo, vamos dizer coisas bonitas às mães da nossa vida?
E se juntássemos às palavras algo doce e feito por nós?
Aqui fica a ideia que criei para a 3ª edição da revista Paper and Cotton, onde encontram várias sugestões giras de arts&crafts.
Façam aqui o download gratuito da revista e vejam o passo a passo destas bolachinhas faladoras.

Feliz Dia da Mãe!

//

Next Sunday, let's tell our mother beautiful things.
What if we combined the words with something sweet and homemade?
Here is the idea I created for the 3rd edition of Paper and Cotton magazine, which includes other cool arts & crafts suggestions.
Click here to download the magazine for free, where you can see the step by step of these 'talking cookies'.

Happy Mother's Day!



15
Mar13

Bigodes de pai // Daddy's mustache.






O Dia do Pai é já na próxima terça-feira!
Para quem gosta de dar uns miminhos homemade nesse dia, aqui fica a sugestão gulosa e divertida que desenvolvi para a 2ª edição da revista Paper and Cotton - uma publicação 100% portuguesa, a não perder por quem gosta de arts&crafts.
Apesar de não ser bem uma receita, encontram mais abaixo todos os passos necessários.
Bom fim-de-semana!

//

Father's Day is next Tuesday!
For those who like to cuddle dad with something homemade, here is a sweet and fun suggestion that I've created for the 2nd edition of Paper and Cotton - a 100% Portuguese magazine, not to be missed by anyone who enjoys arts & crafts.
Although this is not quite a recipe, below I tell you all necessary steps.
Have a nice weekend!








































Colheres de bigodes de chocolate

Colheres descartáveisde tamanho médio/grande
Chocolatede culinária
Chocolatebranco
Papelvegetal
Sacosdescartáveis para bico pasteleiro
Templateimpresso de bigodes (encontram alguns aqui, por exemplo)
Fita decetim
Saquinhosde celofane
Agrafesou fita-cola dupla

Asquantidades dependem do número de colheres, conte com cerca de 15 g dechocolate para encher cada colher + 20 g de chocolate para cada bigode (vaisobrar, mas precisamos de mais quantidade do que a que realmente levam ascolheres, para podermos trabalhar).

Preparar otemplate impresso dos bigodes.
(basta uma impressão de 1 bigode num tamanho adequadoà colher)
Derreter umdos tipos de chocolate em banho-maria ou no microondas, com cuidado para nãoqueimar o chocolate.
Colocarparte do chocolate derretido num saco pasteleiro.
Colocar opapel impresso com o bigode por baixo do papel vegetal, cortar a pontinha dosaco e desenhar por cima com o chocolate.  Afastar a parte do papel vegetal com o bigode de chocolate,mas manter papel vegetal limpo sobre o bigode impresso e voltar a desenhar umbigode de chocolate e assim sucessivamente até ter feito os bigodes necessários.
Deixarsecar (se houver pressa, levar opapel vegetal ao frigorífico, para solidificar mais rápido).
Colocar ascolheres num tabuleiro com rebordo, com os cabos sobre o rebordo para quefiquem na horizontal.
Com orestante chocolate derretido, encher as colheres, com a ajuda de uma colherpequena.

Proceder deigual modo com o outro tipo de chocolate.

Quando osbigodes estiverem secos, retirá-los com cuidado do papel vegetal e aplicá-lossobre as colheres: se o chocolate das colheres já tiver solidificado, mergulharuma colher de café em água a ferver, limpar com um pano e passar as costas dacolher, rapidamente e com cuidado, sobre a área da colher onde vai ser colado obigode, para derreter um pouco. Aplicar o bigode e deixar secar.

Depois debem secas, fazer um lacinho no cabo da colher com um pedaço de fita a gosto eembrulhar num saquinho de celofane. Fechar o saco em baixo com agrafador oufita-cola dupla.

//



Chocolate mustache spoons

Plastic spoons - size medium / large

Dark chocolate 
White chocolate
Parchment paper
Disposable pastry bags
Printed mustaches template (there are some here, for example)
Satin ribbon
Cellophane bags
Staples or double tape

The amounts of chocolate depend on the number of spoons, count on about 15 g of chocolate to fill each spoon + 20 g of chocolate for each mustache (you'll get leftovers, but we need more quantity than we really use in the spoons, so we can work).


Print the mustaches template.

(you can use only one print of a mustache at a proper size)
Melt one type of chocolate in a double boiler or in the microwave, being careful not to burn the chocolate.
Place part of the melted chocolate in the pastry bag.
Place the mustache print beneath the parchment paper, cut the tip of the bag and draw on top with chocolate. Move a little away the parchment paper and draw another chocolate mustache, and so on until you have done the necessary mustaches.
Allow to dry (if any hurry, take the parchment paper to the fridge to solidify faster).
Place the plastic spoons in a tray with their handles on the edge so that they are in horizontal position.
With the remaining melted chocolate, fill the spoons, with the help of a small spoon.

Do the same with the other type of chocolate.


When the mustaches are dry, carefully remove them from the parchment paper and apply them on the spoons: if the chocolate of the spoons is too hard, dip a teaspoon in boiling water, wipe with a cloth and touch quickly and carefully, with its back, the area where the mustache will be pasted, to melt a bit. Apply the mustache and let dry.


Once dry, take a bow on the handle of the spoon wrap in cellophane bag.

Close the bag down with staples or double tape.

Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D