Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lume Brando

22
Mar18

Perdoar o mal que faz pelo bem que sabe [receita de rolinhos caramelizados de canela e nozes]

rolinhos-canela.JPG

rolinhos-canela_8.JPG

 

Lembram-se de ter elogiado muito a massa de brioche do post anterior? De que era pouco calórica face às receitas tradicionais? Pois, isso continua verdadeiro, desde que não façamos com ela rolinhos caramelizados de canela e nozes!

 

Os cinnamon rolls são uma criação de pastelaria muito fotogénica e apetecível, que inunda os feeds do Pinterest e do Instagram, sobretudo no outono e no inverno. E são uma das utilizações sugeridas no livro Artisan Bread in Five Minutes a Day para a massa de brioche de que vos falei no post anterior.

 

Como contei no post, esta é uma massa que para além de não dar trabalho a fazer, rende bastante e, por isso, depois da trança de brioche com chocolate e de uns pães e croissants que moldei com os meus rapazes - dos quais não há registo fotográfico - ainda tinha massa no frigorífico.

 

Não resisti a experimentar estes rolinhos caramelizados de canela e nozes, cujo caramelo é feito no forno ao mesmo tempo que cozem: são uns rolinhos de canela invertidos, que no final dispensam qualquer outra cobertura. O aroma que vai saindo do forno é irresistível e o sabor não fica atrás.

 

Se são o lanche mais saudável do mundo? Não. É mesmo daqueles casos em que a expressão popular "perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe" assenta que nem uma luva. E como "uma vez não são vezes", aqui fica a receita para que vocês também possam pecar um bocadinho 😆

 

rolinhos-canela_11.JPG

rolinhos-canela_9.JPG

 

ROLINHOS CARAMELIZADOS DE CANELA E NOZES (CARAMEL CINNAMON ROLLS)

Ligeiramente adaptado do livro Artisan Bread in Five MInutes a Day

Faz cerca de 8 rolos

 

1 porção de massa de brioche do tamanho de uma toranja (receita da massa de brioche aqui)

 

Para o caramelo

5 colheres de sopa de manteiga amolecida

Cerca de 30 metades de noz (a receita original pede nozes pecan)

1/2 chávena de açúcar mascavado (usei mascavado escuro e julgo que foi por isso que o caramelo ganhou esta cor intensa)

 

Para o recheio

4 colheres de sopa de manteiga bastante amolecida

1/4 de chávena de açúcar amarelo

1 colher de chá de canela em pó

1 pitada de noz moscada

1 mão-cheia de nozes grosseiramente picadas

 

Comece por fazer o topping de caramelo: misture bem a manteiga com o açúcar e barre este creme pelo fundo de uma forma redonda com cerca de 22 cm de diâmetro, espalhando depois as metades de nozes (não use uma forma de fundo amovível, para evitar que no forno o caramelo escorra pelas ranhuras). Reserve.

 

Partindo do princípio que tem a sua massa de brioche sem amassar no frigorífico, ou que acabou de fazê-la e já repousou o período inicial, destape o recipiente, polvilhe a superfície da massa com um pouco de farinha e retire a porção indicada de massa. Se ainda sobrar massa, volte a tapar o recipiente (pousando a tampa e não fechando hermeticamente) e guarde-o no frio.

 

Faça uma bola com as mãos e, numa superfície de trabalho muito bem enfarinhada, estique a massa até obter um retângulo com uma espessura de cerca 3 mm. Pode ter que enfarinhar o rolo e ir enfarinhando a superfície, para a massa não colar.

 

Agora prepare o recheio: misture bem a manteiga com o açúcar e as especiarias, barre a massa com esta mistura e polvilhe com as nozes picadas. Forme um rolo, enrolando a partir de um dos lados mais compridos. Parta em 8 fatias iguais e acomode-as no centro da forma (vai sobrar muito espaço à volta, mas os rolos irão crescer bastante, tanto durante a levedura como no forno).

 

Tape com película aderente e reserve num local ameno até ficar com cerca do dobro do tamanho (se estiver frio, pode demorar umas duas horas - para acelerar o processo, pode embrulhar a forma numa manta polar).

 

Pré-aqueça o forno nos 180º. Retire a película da forma e leve ao forno durante cerca de 35 minutos ou até estar bem dourado.

 

Retire do forno; com cuidado para não se queimar, passe uma faca à volta e pelo fundo dos rolos para os soltar, e desenforme, com cuidado para não se queimar, para o prato de servir. Deixe arrefecer um pouco antes de provar!

 

Outras receitas gulosas:

1 comentário

Comentar post

Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D