Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lume Brando

01
Ago13

Passatempo Margão & Lume Brando: os vencedores. // Giveaway Margão & Lume Brando: the winners.



























E chegou ao fim o passatempo Margão e Lume Brando, que decorreu no facebook nas últimas semanas.
Ficámos muito contentes com o entusiasmo demonstrado pelos participantes (alguns enviaram mais do que uma receita!) e queremos dar os parabéns a todos pelas sugestões bem apetitosas.

Não foi fácil escolher entre tanta coisa boa, mas aqui estão os participantes e as receitas que irão ser contempladas com um pack de produtos Margão (Moinho de Sal c/ Ervas do Mediterrâneo, Moinho 5 bagas, Moinho p/ Vegetais e Saladas, Moinho para Grelhados e Moinho de Pimenta p/Aves + 3 individuais): Cláudia Pinto, do blog Delícias cá da Casa, com uns originais 'Pimentos Padrón Recheados', Sara Maia, do blog Cozinha100Limites, com umas tartes que combinam vários sabores tradicionais e por isso foram baptizadas de 'Tartes com sabor de Portugal', e Lena Kitller, com uma espécie de "bombokas" (alguém se lembra?), de arroz doce!

Podem aceder às primeiras receitas através dos links para os respetivos blogs.
A participante Lena Kitller não tem blog, por isso aqui fica a sua receita de Bombom XL de arroz doce.

E hoje começa o mês mais representativo do Verão: feliz Agosto para todos!

//


The Margão and Lume Brando giveaway, held at facebook during last weeks, has finished.
We were very pleased with the enthusiasm shown by the participants (some sent more than a recipe!) and we want to congratulate you all for the flavorful suggestions.

It wasn't easy to choose between so many good things! The participants that will receive one Margão product pack (Salt with Mediterranean herbs,  5 peper berries, Vegetables and Salads Seasoning, Barbecue Seasoning, Pepper for poultry + 3 placemats) are: Claudia Pinto, from Delícias Cá da Casa, with a unique 'Stuffed Padrón Peppers', Sara Maia, from Cozinha100Limites, with little pies that combine several traditional flavors and so were baptized as 'Pies that taste like Portugal', and Lena Kitller, with a sort of "bombokas" (remember?) made of rice pudding!

You can find the first recipes via the links to the respective blogs.
Lena Kitller has no blog, so here is her recipe for XL rice pudding chocolates.

And today begins the most representative summer month: happy August everyone!




Bombom XL de Arroz Doce?
Receita de Lena Kitller*

180 g de arroz carolino
1 l de leite meio gordo?
100 g de açúcar mascavado?
1 gema?
Casca de 1 limão?
4 estrelas de anis estrelado Margão?
200 g de chocolate negro?
1colher de sobremesa de pimenta rosa Margão??

Colocar o leite e asestrelas de anis num tacho e levar ao lume até levantar fervura, mexendo de vezem quando.? Acrescentar o arroz lavado, mexendo sempre com uma varinha, durantecerca de 40 minutos ou até o arroz estar cozido. Se o arroz começar a ficarseco sem estar cozido acrescentar leite aos poucos mexendo sempre.? Retirar dolume, juntar o açúcar e mexer bem. De seguida juntar a gema batida com um poucode leite frio, mexer bem. Deixar esfriar um pouco. ?Num almofariz reduzir apimenta rosa. Derreter o chocolate no micro-ondas junto com a pimenta. Mexersempre a cada 20 segundos até ficar cremoso.? Barrar as taças em forma debombom com o chocolate e levar ao frigorífico para endurecer. As taças, seforem de plástico - género copos de iogurte ou copos descartáveis - devem sermolhadas antes de levar o chocolate; se forem de vidro devem ser forradas compelícula aderente.?Retirar do frio e encher as taças com o arroz. Tapar o arrozcom uma camada fina de chocolate, de modo a fechar o bombom.? Levar ao frio. Naaltura de servir retirar os bombons das taças. Se forem de plástico é cortar oplástico com cuidado e ir descascando o bombom; se for de vidro é retirar obombom e cortar a película aderente.? Servir simples ou decorado a gosto.

*Não testada na cozinha do Lume Brando.

//


XL Pudding Rice Chocolates
Lena Kitller *

180 g 'carolino' rice
1 liter of half-skimmed milk
100 g brown sugar
1 egg yolk
Zest of 1 lemon
4 star anise (Margão)
200 g dark chocolate
1 tablespoon pink peppercorns (Margão)

Place the milk and anise star-shaped pods in a saucepan and bring to medium heat until it boils, stirring occasionally. Add the washed rice, stirring constantly, for about 40 minutes or until rice is cooked. If the rice starts to get dry without being cooked add milk gradually stirring constantly. Remove from heat, add the sugar and stir well. Add the yolk beaten with a little cold milk and stir well. Leave to cool slightly. ?In a mortar reduce pink pepper. Melt the chocolate in the microwave along with the pepper. Always stir every 20 seconds until smooth. Coat the candy shaped bowls with chocolate and refrigerate to set. Cups, if plastic - like yogurt or disposable cups - should be wet before taking the chocolate, if glass must be covered with cling film. Remove from the fridge and fill the bowls with rice pudding. Cover the rice pudding with a thin layer of chocolate.? Put in the fridge. To serve, remove the bowls from the chocolate candies. If plastic, cut the plastic and go carefully peeling off; if glass, remove the candy and remove the cling film. ? Serve plain or decorated to your taste.

*Not tested by Lume Brando.


30
Jul13

Let's celebrate come on...




























Esta é a receita e a ideia de decoração que nos pode salvar sempre que quisermos fazer um bolo para uma data especial, mas estamos sem tempo ou grande paciência para pasta de açúcar ou bicos pasteleiros.
E é tão versátil, que tanto pode ser usada em aniversários de crianças, como em festas de crescidos, se o deixarmos mais simples ou o decorarmos de forma mais sóbria.

Outra vantagem: funciona com qualquer bolo - desde que o sabor combine com chocolate, claro, mas para mim praticamente todos os sabores vão bem com chocolate.

Neste caso, usei a minha receita 'todo-o-terreno' de bolo de chocolate, adaptado de uma receita básica de bolo chiffon, que em poucos minutos estamos a levar ao forno.

Podem ver aqui uma decoração semelhante, mas com chocolates Kit Kat - um pouco mais trabalhosa, pois é preciso separar as barritas de chocolate, que muitas vezes se partem (ou chegamos a casa com elas já partidas!).

A partir desta ideia tão simples (cujo autor é impossível descobrir no meio de tantas imagens de bolos parecidos espalhados pela net), podemos dar largas à imaginação: há destas bolachinhas em versão chocolate branco; há nozes, fruta fresca ou suspiros que podemos colocar por cima, há fitas e laços para todos os gostos. 

O importante é fazê-lo e decorá-lo com amor e... celebrar!

//

This is the recipe and decorating idea that can save you whenever you want to make a cake for a special occasion, but there's lack of time or you aren't in the mood for sugar paste or pastry tips.
And it's so versatile, that can both be used in children's birthdays and in grown ups parties, if you decorate it in a simpler way.

Another advantage: works with any cake - as long as the taste goes with chocolate, of course, but for me almost all the flavors go well with chocolate.

In this case, I used my  'all-proof' recipe of chocolate cake, adapted from a basic recipe of chiffon cake, which only take me some minutes to put it in the oven.

You can see a similar decoration here, but made with Kit Kat chocolates - more tricky, because you need to separate the chocolate bars, which often break apart (or get home with them already broken!).

Out of this simple idea (whom author I can't find in the middle of so many cakes alike spreaded over the internet), we can use our imagination: there's a white chocolate version of these biscuits, there are nuts, fresh fruit or meringues that we can put on top, there are ribbons and bows to suit all tastes.

The important thing is to bake and decorate it with love and ... celebrate!




























Bolo de chocolate decorado com Fingers e Smarties 

Para o bolo:
2 ovos
1 chávena de açúcar amarelo
1/2 chávena de óleo vegetal
1/2 chávena de água a ferver
65 g de chocolate em pó (ou 1/2 pacote)
1 chávena de farinha sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó

Chávena-medidora de 250 ml de capacidade

Para a ganache do recheio e cobertura:
200 ml de natas (eu gosto de usar as Parmalat de culinária)
200 g de chocolate de culinária

Para a decoração:
2 embalagens de biscoitos Fingers (usei 1 de chocolate de leite e 1 de chocolate preto)
2 embalagens de Smarties normais, mais alguns 'minis'
Fita de cetim a condizer


Comece por fazer a ganache: parta o chocolate aos pedacinhos para uma taça de vidro ou metálica.
Leve as natas ao lume num tachinho e quando começarem a ferver, retire a nata que se formou à superfície com uma escumadeira, e verta sobre o chocolate. Espere alguns minutos e mexa bem até obter um creme liso e brilhante. Reserve.

Pré-aqueça o forno nos 180º.
Unte bem com manteiga e polvilhe com farinha duas formas de 16 cm de diâmetro, forre o fundo com papel vegetal e volte a untar/polvilhar.
Coloque a água a ferver.
Com um batedor de varas, bate os ovos com o açúcar.
Junte o óleo, de seguida a água, e mexer bem.
Junte o chocolate, dissolva bem.
Envolva a farinha e o fermento.
Divida pelas duas formas e leve a cozer cerca de 25 minutos ou até um palito sair limpo do interior dos bolos.
Desenforme sobre papel vegetal e deixe arrefecer completamente.

Quando os bolos estiverem frios e a ganache já tiver adquirido alguma consistência, coloque um dos bolos no prato de servir. Com uma espátula, barre o topo com ganache e coloque o outro bolo por cima. Cubra todo o bolo com a ganache e cole os biscoitos a toda a volta do bolo, intercalando os sabores, caso use biscoitos de dois chocolates diferentes.
Termine com os smarties no topo e um laçarote a condizer.

//


Chocolate cake decorated with Fingers and Smarties

For the cake:
2 eggs
1 cup of brown sugar
1/2 cup of vegetable oil
1/2 cup of boiling water
65g chocolate powder (or 1/2 package)
1 cup plain flour
1 teaspoon baking powder


For the ganache - filling and frosting:
200 ml cream (I like to use 'Parmalat for cooking')
200 g cooking chocolate

For the decoration:
2 packs of Fingers biscuits (I used 1 milk chocolate and one dark chocolate)
2 packs of Smarties normal, some more 'minis'
Satin ribbon to match

Start by making the ganache: break the chocolate into small pieces into a glass or metallic bowl.
Bring the cream to the boil. Remove the skin that has formed on the surface with a slotted spoon, and pour over the chocolate. Wait a few minutes and stir well until mixture is smooth and shiny. Reserve.

Preheat the oven to 180 º.
Grease well with butter and dust with flour two molds of 16 cm in diameter, line the bottom with parchment paper and grease again/ dust with flour.
Put the water to boil.
Wisk the eggs with the sugar.
Add the oil, then the water and stir well.
Add the chocolate, dissolve well.
Involve the flour and the baking powder.
Divide by the two prepared molds and bake about 25 minutes or until a toothpick comes out clean from the inside of the cakes.
Turn out onto parchment paper and let cool completely.

When the cakes are cold and the ganache got some consistency, place one cake on serving plate. With a spatula, spread some ganache and place the other cake on top. Cover the entire cake with the ganache and 'glue' the biscuits to the cake, all the way around, alternating flavors, if you use two different chocolates biscuits. Finish with smarties on top and a matching bow tie.



21
Mai13

Há dias para tudo // There's a day for everything.







































Se há dias para tudo, porque não haver um dia especialmente dedicado aos bolos e doces de forno?
O World Baking Day foi celebrado no domingo passado, e este bolo de laranja e chocolate, feito para cantar os parabéns a uma pessoa da família, serviu também para assinalar a data.
Uma data que pretende valorizar o fabrico caseiro e fomentar o regresso à cozinha, enquanto espaço de experiências gratificantes e momentos de partilha.

Bom, para dizer a verdade, aqui em casa quase todos os dias são dias de ligar o forno.
Aliás, não sei o que seria de mim sem um. Há uns meses, o meu forno avariou e a sensação foi de pânico e vazio total. A sorte é que foi um problema rápido de resolver, tratou-se apenas de um botão partido. É que ainda por cima, adoro o meu forno: não sendo de luxo ou profissional, nunca me deixa ficar mal. E para mim, cozinha de conforto é sinónimo de pratos de forno.

Este ano, o movimento World Baking Day apelava a sermos corajosos, a experimentar uma receita diferente e a elevar a fasquia do desafio de fazer um bolo, um pão ou uns muffins...

Não podemos dizer que tenha seguido o briefing à risca, mas este bolo teve para mim uma novidade: foi o primeiro que fiz com azeite. E ficou delicioso, como normalmente acontece com as receitas do Flagrante Delícia. Que o diga a Maria João, do Clavel's Cook, que já o fez mais do que uma vez e me inspirou a experimentá-lo.

Espero que gostem. E não se esqueçam: o World Baking Day é sempre que o cozinheiro amador quiser!

//

If there are days for everything, why not having a day specially dedicated to cakes and baked desserts?
The World Baking Day was celebrated last Sunday, and with this orange and chocolate cake, made ??to sing happy birthday to a family member, I also wanted to mark the date.
A date created to cherish the homemade food and encourage the return to the kitchen, while space of sharing and rewarding experiences.

Well, to tell the truth, here at home almost every day is day of turning on the oven.
Actually, I don't know what would I do without one. A few months ago, my oven broke down and the feeling was of panic and total emptiness. Luckily, the problem was easy to fix, it was just a broken button. Even because I love my oven: it is not a luxury or a professional one, but never lets me down. And for me, comfort food is synonymous of oven dishes.

This year, the World Baking Day movement called to be brave, to try a different recipe and stretch the limits on baking a cake, bread or muffins...

We can not say that I'd followed the briefing to the letter, but this cake was a novelty for me: it was the first one I baked with olive oil. And it turned out delicious, as usually happens with  Flagrante Delícia recipes. Ask Maria João, from Clavel's Cook, who has baked it more than once, and inspired me to give it a try.

Hope you enjoy. And don't forget: World Baking Day is whenever the home baker wants!



























Bolo de azeite e laranja com chocolate
(receita original aqui / uma das versões do Clavel's Cook, aqui)

125 g de iogurte natural
120 g de azeite virgem extra
200 g de açúcar
(150 g para a massa e 50 g para as claras)
2 ovos
Sumo e raspa de uma laranja
180 g de farinha sem fermento
6 g de fermento em pó
100 g de chocolate de culinária
Calda de laranja (opcional)
Ganache de chocolate para rechear e cobrir
Sprinkles dourados para decorar (usei da Vahiné)
Pré-aquecer o forno a 180º C.
Untar bem duas formas com cerca de 20 cm de diâmetro, forrar o fundo com papel vegetal e voltar a untar e polvilhar com farinha (ou usar spray desmoldante). Numa taça, juntar o iogurte, o azeite, 150 g de açúcar, as gemas, a raspa e o sumo de laranja e bater bem. Adicionar a farinha peneirada com o fermento e bater a velocidade baixa (eu usei o batedor de varas e e não peneirei), até ligar todos os ingredientes. Bater as claras em castelo e ir adicionado o açúcar, aos poucos, até que fique com a consistência firme e brilhante de merengue. Incorporar as claras na massa, suavemente. Na versão da foto não usei chocolate na massa, mas ontem repeti a receita e segui as indicações para a versão marmoreada: separar 250 g de massa para outra taça. Derreter o chocolate em banho-maria ou no microondas (neste caso, durante poucos segundos de cada vez e mexendo bem entre cada intervalo de tempo). Misturar bem o chocolate com os 250 g de massa. Colocar as duas massas nas formas alternadamente, usando uma faca ou espátula para misturar e criar o efeito marmoreado. Levar a cozer os bolos durante cerca de 25 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco. Arrefecer ligeiramente dentro das formas, antes de desenformar. Desenformar, deixar arrefecer completamente, picar os bolos e regar com a calda de sumo de laranja (opcional) e rechear/cobrir com a ganache de chocolate.
Para a calda: sumo de 1 laranja + 1 colher de sopa de açúcar amarelo, levar a ferver e coar antes de usar, ainda quente.
Para a ganache: partir em pedacinhos 200 g de chocolate de culinária para uma taça de vidro ou metal; levar 200 g de natas ao lume num tachinho. Quando começar a fervilhar retirar do lume e verter sobre o chocolate, mexer um pouco, esperar uns 10 minutos e mexer bem com um batedor de varas até estar uniforme e brilhante. Deixe arrefecer bem antes de usar.
//
Orange and olive oil cake with chocolate
(Original recipe here / one of the Clavel's Cooks versions here)
125 g of natural yoghurt

200 g sugar (150 g + 50 g)
120 g of extra virgin olive oil
2 eggs
Juice and zest of one orange
180 g plain flour
6 g baking powder
100 g dark chocolate
Orange syrup (optional)
Chocolate ganache for the filling/frosting (opcional)
Golden sprinkles to decorate (I used Vahiné)
Preheat oven to 180 º C. Grease well two molds about 20 cm in diameter, line the bottom with parchment paper, grease again and coat with flour (or use baking spray). In a bowl, add the yogurt, olive oil, 150 g sugar, egg yolks, orange zest and juice and beat well. Add the sifted flour and baking powder and beat at low speed (I used the whisk and didn't sifted the flour and the baking powder) to mix all the ingredients. Beat the egg whites and add the sugar gradually until you have a firm and glossy meringue. Gently, incorporate the egg whites into the batter. In the version you see in the pictures, I didn't used chocolate in the batter, but yesterday I repeated the recipe and followed the steps for the marbled version: separate 250 g of the batter to another bowl. Melt the chocolate in a double boiler or in the microwave (in this case, for a few seconds at a time and stirring well between each interval). Mix the chocolate with the reserved batter. Pour the two batters alternately into the molds, using a knife or spatula to mix and create the marbled effect. Let bake the cakes for about 25 minutes or until a toothpick inserted in the center of the cakes come out dry. Cool slightly before unmolding. Unmold, allow to cool completely, prick the cakes and moisten them with the orange syrup (optional). Fill / frost with the chocolate ganache.
For the syrup: 1 orange juice + 1 tablespoon brown sugar, bring to boil and strain before using, still warm.
For the ganache: cut in little pieces 200 g of dark chocolate into a glass or metal bowl; heat 200 g of cream in a pan. When it starts to simmer remove from heat and pour over the chocolate, stir a bit, wait about 10 minutes and stir well with a whisk until creamy and shiny. Allow to cool thoroughly before using.

15
Mai13

Cupcakes de Lilliput // Cupcakes from Lilliput.


Gosto muito da combinação laranja & chocolate.
Gosto muito de lemon curd.
Não gosto nada de orange curd...

Mas gostava de gostar, porque estes cupcakes lilliputianos ficaram lindos e foram aprovados com distinção pelo provador-mor cá de casa.

A ideia de fazê-los surgiu no dia em que conheci a querida Mª João Clavel, do Clavel's Cook.
Já nos falávamos via facebook há algum tempo, descobrimos que morávamos perto e conhecíamos pessoas em comum, e um dia decidimos ir tomar um café. O encontro foi aqui, um espaço giro e com atendimento simpático e muitas coisas boas nas vitrines, incluindo uns docinhos parecidos com estes, engenhosamente feitos a partir de uma caixinha de chocolate frisado e vários recheios.

Nunca mais me saíram da cabeça. E como adoro chocolate e laranja, resolvi dar uma segunda hipótese ao orange curd. Mas, decididamente, há ali qualquer coisa incompatível com as minhas papilas gustativas.

Quem não apreciar, como eu, coalhada de laranja (julgo ser este o nome português para este creme), não desanime: já estou a imaginar estas caixinhas de chocolate recheadas com mousse, ganache, polpa fresca de fruta, creme pasteleiro aromatizado, e até minibolas de gelado... encarem este post apenas como uma sugestão!

E por falar em sugestão, no final do post deixo-vos mais uma: um evento de cozinha saudável, com palestra e cooking lesson, a favor da Liga Portuguesa contra o Cancro. Será no Porto, no dia 25 de Maio. Informações e inscrições aqui!

//


I love the combination of chocolate & orange.
I really like lemon curd.
I do not like orange curd ...

I'd love to love it, because these Lilliputians cupcakes were beautiful and passed with distinction by my husband's demanding taste.

I came up with the idea of making them on the day I met dear Maria João Clavel, from Clavel's Cook. We were talking via facebook for some time, we discovered that we lived nearby and knew people in common, and one day we decided to go for a coffee in here - a very nice space with courteous service and many good things in the windows, including some sweets like these, ingeniously made ??from little chocolate cases and various fillings.

Since them, they never left my head. And once I love chocolate and orange, I decided to give a second chance to orange curd. But, definitely, is there anything incompatible with my taste buds.

Who don't enjoy, like me, 'coalhada de laranja' (I believe this is the Portuguese name for this kind of custard), do not be discouraged: I'm already imagining these boxes stuffed with chocolate mousse, ganache, fresh pulp of fruit, flavored custards, and even ice cream ... Look upon this post just as a suggestion!

And speaking of suggestions, at the end of the post I make one more: an event on healthy cooking, with a lecture and a cooking lesson, in favor of the 'Portuguese League Against Cancer'. It will take place in Porto, on May 25th. Informations here!

Microcupcakes de chocolate e laranja

Para cerca de 16

16 caixinhas de chocolate frisado*
1 dose de orange curd ou outro recheio a gosto
Saco e bico pasteleiro em forma de estrela

Orange curd:
Raspa de 1 laranja
150 ml de sumo de laranja
1/2 chávena de açúcar
2 ovos
1 colher de chá de amido de milho (Maizena)
45 g de manteiga ou margarina

Leve ao lume num tacho todos os ingredientes bem misturados, excepto a Maizena e a manteiga.
Mexa sempre até começar a ficar mais espesso (cerca de 10/15 minutos). Retire uma colher de sopa do creme do tacho para uma tacinha e junte-lhe a colher de chá de Maizena. Desfaça bem a farinha no creme e verta de novo para a panela. Continue a mexer até engrossar (uns cinco minutos). Retire do lume e junte a manteiga partida em pedaços. Mexa até a manteiga estar bem derretida e dissolvida. Verta para um frasco, deixe arrefecer, e guarde no frigorífico pelo menos 12 horas antes de usar.

Disponha as caixinhas de chocolate num prato, encha o saco pasteleiro com o creme e recheie. Guarde-as no frigorífico se não forem para servir de imediato.

*Tomei o atalho e comprei-as aqui. Mas também pode fazê-las em casa: derreta chocolate, encha com este forminhas frisadas de silicone e retire de imediato o excesso, ficando apenas o fundo e as laterais das forminhas revestidos a chocolate. Leve a secar ao frigorífico e repita a operação para tornar as caixinhas de chocolate mais resistentes. Deixe secar novamente e descole as forminhas de silicone com cuidado.

//


Chocolate and orange microcupcakes

For about 16

16 little chocolate cases *
1 batch of orange curd or other filling
Pastry bag and star-shaped tip 

Orange curd:
Zest of 1 orange
150 ml of orange juice
1/2 cup of sugar
2 eggs
1 teaspoon cornstarch
45 g of butter or margarine

In a saucepan, mix well all the ingredients, except cornstarch and butter, and cook them over medium heat, stirring constantly until it starts to get thick (about 10/15 minutes). Take a tablespoon of the curd into a little bowl and add the teaspoon of cornstarch, giving it a good stir. Pour this mixture into the pan again and keep stirring until thickened (about five minutes). Remove from the heat and add the butter in small pieces. Stir until the butter is well melted and dissolved. Pour into a jar, let cool and store in the fridge at least 12 hours before use.

Arrange the little chocolate cases on a serving plate, fill the pastry bag with the orange curd and fill the chocolate cases with it. Keep them in the fridge if not serving immediately.

* I took a shortcut and bought them here. But they can also be made at home: melt dark chocolate, fill little silicone cases with the melted chocolate and immediately remove the excess, leaving only the bottom and the sides of the cases coated. Let dry in the fridge and repeat with more melted chocolate to thicken the chocolate case. When dried, remove the silicon case carefully.





16
Abr13

Veg Pops!




Parece que a Primavera finalmente se dignou a aparecer. Viva!
Este é o tempo das festas. Há imensos aniversários de crianças nesta altura (pelo menos para os meus lados) e tenho andado a experimentar umas guloseimas mais saudáveis.
Depois das bolachas lollipop, dos cake pops e dos fruit pops (em que a banana é a rainha e o morango é o rei), achei que estava na hora dos veg pops!
São muito fáceis de fazer e contribuem para uma mesa de doces mais variada.
Neste caso usei só cenoura, mas um dia ainda vou experimentar com nabo e pastinaca, por exemplo...
Mais ideias de legumes que se possam utilizar?

//

It seems that spring is finally here. Oh yeah!
In this time of the year there are a lot of kids celebrating their birthday (at least around me),
and I've been testing some healthier treats.
After the lollipop cookies, the cake pops and the fruit pops (where the banana is the queen and the strawberry is the king), I thought it was time for veg pops!
They are very easy to make and add variety to a party table.
I used only carrots, but one day I'll try with turnips and parsnips, for example ... 
More ideas of vegetables that could be used?








































Pops de cenoura e chocolate

(cerca de 10)

1 cenoura grande
60 g de chocolate preto ou de culinária
Sprinkles, smarties mini, frutos secos picados, muesli ou outros toppings a gosto
Palitos de espetada

Levar ao lume um tachinho com água.
Lavar bem a cenoura e descascá-la.
Cortar em rodelas com cerca 1 cm de espessura.
Quando a água começar a ferver, introduzir as rodelas de cenoura e deixar cozinhar por 3 minutos.
Retirar e secar com papel de cozinha.
Derreter o chocolate e colocar num copo ou recipiente relativamente estreito e alto (mas que dê para mergulhar a rodela de cenoura)
Cortar a pontinha mais fina dos palitos (para proteger as crianças) e espetar um palito em cada rodela, mais ou menos até meio.
Mergulhar no chocolate, salpicar com os toppings escolhidos e deixar secar ao baixo (sobre uma rede por exemplo).

//

Carrot and chocolate Pops

(about 10)

1 large carrot
60 g dark chocolate
Sprinkles, mini smarties, chopped nuts, granola or other toppings
Kebab sticks

Bring water to a boil over medium heat.
Wash the carrot and peel it.
Cut into slices about 0,4 inches thick.
When the water starts boiling, place the sliced ??carrots and cook for 3 minutes.
Remove and dry the slices with kitchen paper.
Melt the chocolate and transfer it to a relatively narrow and tall glass or container  (but allowing to deep the slices of carrot).
Cut the thinner tip of the sticks (to protect children) and insert one in each carrot slice, roughly halfway. Dip in the melted chocolate, sprinkle with the chosen toppings and let dry, preferably on a rack.



15
Mar13

Bigodes de pai // Daddy's mustache.






O Dia do Pai é já na próxima terça-feira!
Para quem gosta de dar uns miminhos homemade nesse dia, aqui fica a sugestão gulosa e divertida que desenvolvi para a 2ª edição da revista Paper and Cotton - uma publicação 100% portuguesa, a não perder por quem gosta de arts&crafts.
Apesar de não ser bem uma receita, encontram mais abaixo todos os passos necessários.
Bom fim-de-semana!

//

Father's Day is next Tuesday!
For those who like to cuddle dad with something homemade, here is a sweet and fun suggestion that I've created for the 2nd edition of Paper and Cotton - a 100% Portuguese magazine, not to be missed by anyone who enjoys arts & crafts.
Although this is not quite a recipe, below I tell you all necessary steps.
Have a nice weekend!








































Colheres de bigodes de chocolate

Colheres descartáveisde tamanho médio/grande
Chocolatede culinária
Chocolatebranco
Papelvegetal
Sacosdescartáveis para bico pasteleiro
Templateimpresso de bigodes (encontram alguns aqui, por exemplo)
Fita decetim
Saquinhosde celofane
Agrafesou fita-cola dupla

Asquantidades dependem do número de colheres, conte com cerca de 15 g dechocolate para encher cada colher + 20 g de chocolate para cada bigode (vaisobrar, mas precisamos de mais quantidade do que a que realmente levam ascolheres, para podermos trabalhar).

Preparar otemplate impresso dos bigodes.
(basta uma impressão de 1 bigode num tamanho adequadoà colher)
Derreter umdos tipos de chocolate em banho-maria ou no microondas, com cuidado para nãoqueimar o chocolate.
Colocarparte do chocolate derretido num saco pasteleiro.
Colocar opapel impresso com o bigode por baixo do papel vegetal, cortar a pontinha dosaco e desenhar por cima com o chocolate.  Afastar a parte do papel vegetal com o bigode de chocolate,mas manter papel vegetal limpo sobre o bigode impresso e voltar a desenhar umbigode de chocolate e assim sucessivamente até ter feito os bigodes necessários.
Deixarsecar (se houver pressa, levar opapel vegetal ao frigorífico, para solidificar mais rápido).
Colocar ascolheres num tabuleiro com rebordo, com os cabos sobre o rebordo para quefiquem na horizontal.
Com orestante chocolate derretido, encher as colheres, com a ajuda de uma colherpequena.

Proceder deigual modo com o outro tipo de chocolate.

Quando osbigodes estiverem secos, retirá-los com cuidado do papel vegetal e aplicá-lossobre as colheres: se o chocolate das colheres já tiver solidificado, mergulharuma colher de café em água a ferver, limpar com um pano e passar as costas dacolher, rapidamente e com cuidado, sobre a área da colher onde vai ser colado obigode, para derreter um pouco. Aplicar o bigode e deixar secar.

Depois debem secas, fazer um lacinho no cabo da colher com um pedaço de fita a gosto eembrulhar num saquinho de celofane. Fechar o saco em baixo com agrafador oufita-cola dupla.

//



Chocolate mustache spoons

Plastic spoons - size medium / large

Dark chocolate 
White chocolate
Parchment paper
Disposable pastry bags
Printed mustaches template (there are some here, for example)
Satin ribbon
Cellophane bags
Staples or double tape

The amounts of chocolate depend on the number of spoons, count on about 15 g of chocolate to fill each spoon + 20 g of chocolate for each mustache (you'll get leftovers, but we need more quantity than we really use in the spoons, so we can work).


Print the mustaches template.

(you can use only one print of a mustache at a proper size)
Melt one type of chocolate in a double boiler or in the microwave, being careful not to burn the chocolate.
Place part of the melted chocolate in the pastry bag.
Place the mustache print beneath the parchment paper, cut the tip of the bag and draw on top with chocolate. Move a little away the parchment paper and draw another chocolate mustache, and so on until you have done the necessary mustaches.
Allow to dry (if any hurry, take the parchment paper to the fridge to solidify faster).
Place the plastic spoons in a tray with their handles on the edge so that they are in horizontal position.
With the remaining melted chocolate, fill the spoons, with the help of a small spoon.

Do the same with the other type of chocolate.


When the mustaches are dry, carefully remove them from the parchment paper and apply them on the spoons: if the chocolate of the spoons is too hard, dip a teaspoon in boiling water, wipe with a cloth and touch quickly and carefully, with its back, the area where the mustache will be pasted, to melt a bit. Apply the mustache and let dry.


Once dry, take a bow on the handle of the spoon wrap in cellophane bag.

Close the bag down with staples or double tape.
12
Dez12

Viena e uma receita para o Natal.


 




































































Uma viagem de trabalho do G. a Viena, há umas semanas atrás, transformou-se numas miniférias a dois.
A altura não podia ter sido melhor, com a cidade já envolta numa alegre e colorida atmosfera natalícia.

Deu para perceber que esta é uma época muito importante para os austríacos, na sua maioria católicos. Nas ruas do centro não faltam iluminações, as coroas de advento vendem-se em todo o lado e os mercados de natal surpreendem-nos a cada esquina. Estes são uma espécie de feiras de artesanato, onde se destacam as bancas que vendem bolas e outros enfeites de natal - lindos mas caríssimos - e as bancas que servem os famosos punsch e glühwein, as bebidas quentes que ajudam os grupos de amigos e as famílias que se juntam nas praças ao fim da tarde, a afastar o frio.

Já não nos lembrávamos de andar tanto a pé. A cidade é bem maior do que imaginávamos e, apesar da excelente rede de transportes públicos, caminhar pareceu-nos a melhor maneira de ficar a conhecê-la.
O resultado, para além dos músculos cansados e da alma cheia de mundo, foram centenas de fotografias, que só agora consegui seleccionar.

Algumas ajudam a ilustrar o meu toptwelve desta visita a Viena:

1. Os mercados de natal e o ambiente mágico que neles se vive, com destaque para o da Rathaus;
2. Os cafés e o café (gostei especialmente do Kleines Café, com uma atmosfera muito informal e intimista e onde, só agora descobri, foi filmada uma cena do filme 'Antes do Amanhecer', com o Ethan Hawke e a Julie Delpy);
3. A missa de domingo na Capela Imperial do Palácio Hofburg, com um grupo de canto gregoriano, os Pequenos Cantores de Viena e um organista da Filarmónica de Viena;
4. A divertida visita guiada ao edifício da Ópera (acho que tivemos sorte com o guia);
5. Os mercados, especialmente o Naschmarkt;
6. A subida à cúpula da Karlskirche, onde se podem apreciar os frescos a muito pouca distância e ainda ter uma panorâmica sobre a cidade (ainda que seja aos quadradinhos, devido à rede de segurança);
7. O Museum Quartier, com vários museus, lojas e um ambiente cosmopolita fresco e moderno que contrasta com as clássicas atracções da cidade;
8. Os Palácios Schloss Schönbrunn e Belvedere, sobretudo pela forma como foram implantados, com espaço à volta e vista sobre a cidade (num dos Palácios Belvedere pode ver-se o beijo mais famoso do mundo, de Gustav Klimt e no Schönbrunn há esquilos simpáticos);
9. A simpatia dos austríacos, que fisicamente são mais parecidos connosco do aquilo que eu poderia imaginar;
10. As lojas Blaulicht e Kokon, onde me senti uma criança numa grande loja de brinquedos, com vontade de comprar tudo, mas onde comprei apenas duas singelas colheres de café e uma pequena rena prateada;
11. As castanhas que se vendem na rua, enormes e doces, que não sujam as mãos pois são assadas em fogareiros a gás;
12. O jantar inesperado no Zweitbester, um restaurante industrial chic que encontrámos por acaso e onde comemos muito bem sem pagar muito - o meu risotto de castanha estava delicioso e o peixe, de rio, que o G. escolheu, também.

E agora a receita. Inspirada nesta viagem.
Na segunda visita que fiz ao Naschmarkt, descobri uma banquinha liderada por dois rapazes novos que vendiam doces com aspecto caseiro. Os que mais me chamaram a atenção foram umas rodelas rústicas de chocolate cobertas com amêndoa caramelizada, o tamanho era pouco maior do que uma bolacha maria. Havia em todas as versões: chocolate preto, branco e de leite. Perguntei quanto custavam e disseram-me que era ao peso. Pegaram numa, como exemplo, e colocaram na balança, informando-me de que aquela passava dos 3 Euros. Sorri de olhos arregalados, agradeci, mas não comprei, decidida a tentar fazê-las eu, assim que voltasse.

Aqui estão elas: uma espécie de florentinas simplificadas, quem nem de forno precisam e que podem transformar-se num mimo de natal, com imensas variações.
Desta vez fiz só com chocolate preto e amêndoa, mas já estou a magicar usar pistáchios, sultanas e casca de laranja cristalizada...







'Pseudoflorentinas' de chocolate e amêndoa

Para cerca de 10

200 g de chocolate de culinária
50 g de miolo de amêndoa laminado (ou aos palitos)
1/2 colher de sopa de manteiga ou margarina
1 a 2 colheres de sopa de açúcar amarelo

Numa sertã, colocar o açúcar e a manteiga. Deixar derreter a manteiga, mexer bem e juntar a amêndoa.
Deixar cozinhar em lume médio, até a amêndoa começar a caramelizar e ganhar uma cor bonita, mexendo sempre com cuidado, para não partir as láminas de amêndoa e ficarem douradas por todo.
Retirar do lume e deixar arrefecer sobre uma folha de papel vegetal.
Levar o chocolate a derreter em banho-maria, tendo atenção para que a água do tacho não toque no recipiente do chocolate.
Quando o chocolate estiver bem derretido, verter colheradas sobre papel vegetal (usei uma colher de sopa, para círculos com cerca de  6 cm.
Espalhar por cima a amêndoa já arrefecida.
Se sobrar chocolate, passar uns fios sobre as bolachas para 'prender' melhor a amêndoa.
Deixar secar bem.
Destacar do papel vegetal com cuidado, embrulhar e oferecer!


22
Nov12

As tartes que fazem lembrar o Bounty.








































Há muito que queria experimentar estas tartes de coco e chocolate da Donna Hay.
A receita estava marcada neste livro desde que o recebi num aniversário já longínquo.

Como o rapaz grande cá de casa se andava a queixar de que eu já não o mimava com chocolate há muito tempo, fiz-lhe esta surpresa. Bem simples e rápida, por sinal.

Em versão mini, para um after diner sem remorsos...







































Minitartes de coco e chocolate
(receita original aqui)

Para cerca de 10

1 chávena* de coco ralado
1 clara de ovo
1/4 de chávena* de açúcar
75 g de chocolate de culinária
75 ml de natas
Flor de sal (opcional - usei Flor de sal da Casa do Sal da Figueira da Foz)

*250 ml de capacidade

Pré-aquecer o forno nos 180º.
Numa taça, misturar a clara, o açúcar e o coco.
Mexer bem, até ficar uma massa húmida.
Com as mãos molhadas, forrar 10 forminhas de miniqueques (usei de silicone), com esta massa, pressionando no fundo e nas laterais.
Levar ao forno entre 10 a 15 minutos ou até as bordas estarem bem douradas.
Deixar arrefecer um minuto, retirar das formas e colocar sobre uma rede para arrefecer.
Entretanto, preparar a ganache de chocolate: partir o chocolate em pedaços para uma taça de cerâmica, vidro ou metal e levar as natas ao lume num tachinho.
Quando estas atingirem o ponto de fervura, retirar do lume e verter sobre o chocolate.
Esperar um ou dois minutos e mexer bem com um batedor de varas, até ficar um creme uniforme e brilhante.
Distribuir a ganache pelas forminhas de coco.
Deixar solidificar à temperatura ambiente ou no frigorífico, se houver pressa.
Antes de servir, polvilhar com flor de sal, para intensificar os sabores.

Nota: mal as provei, lembrei-me deste chocolate, que não como desde os tempos da adolescência, mas o G. afirmou convictamente que estas tartes eram bem melhores ;)

23
Out12

Got milk?


























































"Got milk?" é há vários anos o headline das campanhas de incentivo ao consumo de leite de vaca nos Estados Unidos. Os anúncios mais conhecidos são aqueles em que os famosos aparecem com um bigode branco, supostamente de quem acabou de beber leite com sofreguidão e prazer, mas foi de outra campanha que me lembrei quando comi a primeira destas bolachas.

Nesses anúncios, o protagonista era uma bolacha com pepitas de chocolate, uma fatia de brownie escuro e húmido ou uma sanduíche recheada com manteiga de amendoim, acompanhados da célebre frase. E a verdade é que se demorássemos o olhar na imagem e na pergunta, produzia-se um certo desconforto. Sentia-se, de facto, a falta do leite, como se não pudessem existir um sem o outro, como se não fosse possível comer com prazer aquela guloseima sem o leite a acompanhar.

Pelo menos para mim, que gosto de leite e dele simples, a campanha funcionava. E por isso digo que estas podiam ser as bolachas dos anúncios. Ainda que sejam boas de qualquer maneira - crocantes e com um sabor que faz lembrar umas bombásticas do IKEA, não com pepitas mas com um dos lados banhados em chocolate - acompanhadas de um copo de leite bem frio sabem ainda melhor...







































Bolachas com pepitas de chocolate
(deste livro de Nigella Lawson )

150 g de manteiga sem sal
125 g de açúcar mascavado
100 g de açúcar 'normal'
2 colheres de chá de extracto de baunilha (usei 1)
1 ovo frio
1 gema fria
300 g de farinha
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
325 g de pepitas ou pedacinhos de chocolate de culinária (usei 150 g em pedacinhos)

Pré-aquecer o forno nos 180º e forrar dois tabuleiros com papel vegetal.
Derreter a manteiga e deixar arrefecer um pouco.
Colocar todo o açúcar numa taça e juntar-lhe a manteiga, misturando bem.
Juntar a baunilha, o ovo e a gema (saídos directamente do frigorífico).
Adicionar a farinha e o bicarbonato de sódio, mexer bem, e por fim envolver as pepitas ou os pedacinhos de chocolate.
Se a massa ficar como a minha, bastante consistente, vai poder fazer bolinhas com as mãos. Molde-as, do tamanho um pouco maiores que brigadeiros, e coloque-as num dos tabuleiros com papel vegetal, bem separadas entre si, pois vão alargar e achatar. Também pode usar uma colher de gelados pequena.
Levar a restante massa ao frigorífico enquanto o primeiro tabuleiro coze, o que deve demorar à volta de 20/25 minutos. Pouco antes de retirar o primeiro tabuleiro do forno, fazer mais bolinhas, colocando-as no segundo tabuleiro, e assim sucessivamente, reservando sempre a massa que sobra entre cada tabuleiro no frigorífico.
Cinco minutos após as bolachas terem saído do forno, colocá-las a arrefecer sobre uma grade.
Guardar em recipientes herméticos.

Notas:

- A receita original fala em 14 bolachas, mas deve ser gralha: rendeu-me 50 de tamanho médio (e no livro não parecem ser exageradamente grandes);
- Desta vez segui a receita à risca e não coloquei dois tabuleiros no forno de cada vez, mas para a próxima irei fazê-lo, para poupar tempo e energia;
- Nas fotos do livro, vê-se que Nigella usa a batedeira para misturar os ingredientes da massa; eu usei uma colher de pau e foi pacífico;
- Vai parecer impossível que as bolas (feitas à mão ou com a colher de gelado) se transformem em bolachas quase planas, mas vá espreitando o forno e verá a magia acontecer.


10
Out12

O show cooking e o creme gelado de castanha.














O convite para fazer um show cooking no Porto.Come/ Mercado de Sabores do Continente, de que falei no post anterior e que aconteceu no passado sábado, na Alfândega do Porto, trouxe-me várias coisas boas, para além do momento em si.

Com esse desafio nas mãos e uma vez que o tema eram "os sabores de sempre", decidi finalmente explorar o caderno de receitas que a minha mãe guarda ainda do tempo de solteira, de um curso para futuras donas de casa (sim, no princípio dos anos 60 essa escola existia e chamava-se Obra das Mães).

E que boas receitas, caligrafadas, estão naquele caderninho, do qual agora serei guardiã (pelo menos enquanto a minha mãe não se lembrar de pedi-lo de volta).
Um dos meus objetivos para os próximos tempos, ao estilo Julie Powell, é ir experimentando-as e dar conta aqui do resultado. Duas já foram testadas: o creme gelado de castanha que apresentei no show cooking, e cuja receita segue mais abaixo, e uma torta de maçã deliciosa que também merece um post, assim que a voltar a fazer.

Castanha, maçã, marmelo... nos dias que antecederam o show cooking fiz algumas experiências com estes frutos, pois queria levar algo próprio desta época. E queria que fosse uma sobremesa ou algo doce, uma vez que é o que mais aparece por aqui.

Quando experimentei pela primeira vez esta espécie de gelado, soube que tinha encontrado a receita.
Fiz alguns ajustes ao molho de chocolate e andei à voltas para escolher um topping crocante, até decidir que as nozes ficavam perfeitas.

Depois, resolvi apresentar também este biscoitos, que eu adoro, uma vez que há ingredientes comuns a ambas as receitas.

Eram então estes os sabores que esperavam o público na Praça das Experiências do Porto.Come/ Mercado de Sabores do Continente, às nove da noite do dia 6 de Outubro. Um público que se mostrou bastante mais numeroso do que eu estava à espera.

Apesar de algum nervosismo, acho que correu bem. Senti-me muito confortável daquele lado (mais do que alguma vez havia imaginado) e adorei poder partilhar de uma forma diferente esta minha paixão pela cozinha. Estava muito feliz e acho que isso se nota nas fotos.

Claro que tive umas brancas pelo meio, demorei imenso tempo a destacar as bolachas das folhas de obreia e julgo que me esqueci de dizer que a manteiga para o creme gelado era SEM sal.

Mesmo assim, os cerca de sessenta minutos que ali estive pareceram-me mágicos. E houve uma série de pessoas que contribuíram para isso:

- as minhas 'cobaias', família e amigos, que provam aquilo que faço e me dizem sem rodeios o que pode ser melhorado;
- os comentários e as mensagens de apoio e incentivo que fui recebendo no blog e no facebook;
- o público simpático e interessado (e a presença de muitas caras minhas conhecidas);
- a organização do evento, nomeadamente na pessoa da Rita Sousa, que foi de uma amabilidade e profissionalismo exemplares;
- o Pedro e o Rafael, os assistentes da Escola de Hotelaria do Porto que me foram destinados e que estiveram fantásticos;
- a Chef Justa Nobre, com quem meti conversa umas horas antes (há uns anos não teria tido lata para tal - nem coragem para aceitar o convite, digamos a verdade - mas acho que a idade nos deixa menos envergonhados) e que me aconselhou, com aquele seu registo simples e algo maternal, a relaxar e a improvisar se algo não corresse tão bem;
- e, por último, a Isabel, ou a Laranjinha, do Cinco Quartos de Laranja (e o seu R.): ter sido convidada para o evento já foi muito bom; mas ter sido convidada para um evento que contou com uma das food bloggers portuguesas que mais admiro, foi extraordinário. Apesar de termos tido pouco tempo para conversar, aquele bocadinho foi muito especial. E poder assistir ao seu show cooking antes de ser eu a colocar o avental, foi absolutamente inspirador. Podem ver detalhes da sua participação aqui.

Obrigada a todos (incluindo os amigos 'fotógrafos').

Finalmente, a receita:




































































































Creme gelado de castanha com molho de chocolate e café

250 g de miolo de castanha
(frescas ou congeladas: se usar frescas é preciso cerca de 500 g para obter 250 g de miolo)
230 g de açúcar
200 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
6 gemas à temperatura ambiente
Leite qb

150 g de chocolate de culinária
75 ml de café expresso
75 ml de água

Nozes picadas para decorar

Cozer as castanhas, cobrindo-as com leite, até estarem bem macias.
Se usar castanhas da época, retire-lhes um pouco de casca e pele com uma faca antes de levar a cozer (para não rebentarem); após a cozedura reserve o leite que sobrou e retire as cascas e as peles às castanhas.
Triturar bem as castanhas juntamente com o leite da cozedura (este deve ser apenas o suficiente para ligar o puré de castanha: se achar que sobrou muito leite vá juntando aos poucos enquanto tritura; se achar que sobrou pouco, junte mais leite).
Juntar ao puré de castanha as gemas previamente desfeitas, o açúcar e a manteiga. Mexer bem e bater com a batedeira eléctrica (de preferência com braço) cerca de 20 minutos numa velocidade média-alta.
Se usar a Bimby, programe 10 minutos, com a borboleta, na velocidade 3,5 ou 4.
Tem de se obter um preparado muito uniforme, brilhante e cremoso e com um tom acastanhado.
Verter para uma caixa de plástico ou pirex com tampa e levar ao congelador idealmente 24 horas antes de servir.

Para o molho:

Levar ao lume em banho-maria (ou então usar o microondas), o chocolate partido em pedaços com a água e o café frio ou morno.
Não mexer até o chocolate estar derretido. Assim que estiver, retirar do lume e mexer bem com um batedor de varas. Está pronto a servir.

Para servir:

Retirar com antecedência do congelador (15-30 minutos, dependendo do tempo de congelação e da temperatura ambiente), e com uma colher de gelado retirar a dose pretendida para uma taça; verter um bom fio do molho de chocolate e terminar com as nozes picadas.

Algumas notas:

- Também se pode levar a congelar numa forma tipo 'bolo inglês' forrada com película aderente: quando for servir, retire com alguma antecedência do congelador, desenforme para um prato e sirva com o molho e as nozes à parte.

- O molho poder ser adaptado ao gosto de cada um, com aquela proporção de líquidos para a quantidade de chocolate; neste caso podemos usar, por exemplo, apenas 150 ml de água ou 100 ml de água e 50 ml de café...

- Se for consumir o gelado gradualmente, adapte a quantidade de molho, fazendo este no momento de servir (pode, no entanto, ser feito com alguma antecedência e ser depois aquecido).

Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D