Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lume Brando

29
Set13

Dia Mundial do Coração // World Heart Day.














































Hoje celebra-se o Dia Mundial do Coração, uma data que quer alertar para a necessidade de prevenção das doenças cardiovasculares, actualmente a primeira causa de morte a nível mundial.

Um dos factores de risco das doenças cardiovasculares é a hipertensão arterial e sabemos que esta tem na sua origem, em grande parte dos casos, o consumo excessivo de sal.
Só para terem uma ideia, os portugueses, em média, consomem 12 g de sal por dia, quando a quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde são 5 g.

Mas quem tem hipertensão ou quer simplesmente reduzir o consumo de sal na sua alimentação de uma forma preventiva, não tem de cozinhar sem sabor e comer sem prazer.

Para além das especiarias, das ervas aromáticas e de outros ingredientes que ajudam a intensificar os sabores, convém lembrar que existe o Bonsalt - um sal feito à base de cloreto de potássio (o sal comum é feito à base de cloreto de sódio), sem os malefícios conhecidos do sal tradicional.

Para celebrar o dia de hoje, a Bonsalt desafiou alguns blogs a criar uma receita especial em forma de coração e esta é a minha sugestão: um coração de scones feitos com azeite, sementes de chia, mirtilos secos e uma pitada de Bonsalt.

Bom para o coração, e bom para este Outono que começou bem determinado...


//


Today is World Heart Day, created to inform people around the globe that heart disease and stroke are the world's leading cause of death.

One of the risk factors of heart disease is blood high pressure and we know that its origin, in most cases, is an excessive consumption of salt.
Just to give you an idea, the Portuguese, on average, consume 12 g of salt per day, when the amount recommended by the World Health Organization is 5 g.

But the ones who have hypertension or simply want to reduce the amount of salt in their food in a preventive way, does not have to cook tasteless and eat without pleasure.

Aside from spices, herbs and other ingredients that help to intensify the flavors, don't forget that there is Bonsalt - a salt made of potassium chloride (common salt is made with sodium chloride), without the dangers of traditional salt.

To celebrate this day, Bonsalt challenged some blogs to create a special recipe inspired by the heart shape and this is my suggestion: a heart of scones made ??with olive oil, chia seeds, dried blueberries and a pinch of Bonsalt.

Good for the heart, and also good for this Fall that began firm and determined...



Scones com mirtilos secos e sementes de chia em forma de coração

225 g de farinha com fermento
30 g de açúcar
7 colheres de sopa de leite
1, 5 colheres de sopa de azeite
1 ovo
1 boa pitada de Bonsalt
1 mão cheia de mirtilos secos
1 colher de sopa de sementes de chia
Gema de ovo para pincelar

Pré-aquecer o forno nos 200º.
Untar com manteiga e polvilhar com farinha uma forma ou taça de ir ao forno em forma de coração.
Numa taça grande, misturar a farinha, o açúcar, o Bonsalt, o ovo, o azeite e o leite.
Amassar com as mãos e juntar os mirtilos e as sementes. Voltar a amassar até ficar uma massa relativamente seca mas moldável. Não amassar demasiado.
Fazer bolinhas e colocá-las na forma. Pincelar com a gema de ovo diluída num pouco de leite e levar a cozer cerca de 25 minutos ou até estar bem dourado.
Se não tiver forma, leve os scones a cozer num tabuleiro forrado com papel vegetal, mas talvez seja necessário reduzir o tempo de forno para 15/20 minutos.

//


Heart shaped scones with dried blueberries and chia seeds 

225 g cake flour
30 g sugar
7 tablespoons milk
1, 5 tablespoons of olive oil
1 egg
1 good pinch of Bonsalt
1 handful of dried blueberries
1 tablespoon of chia seeds
Egg yolk for brushing

Preheat the oven to 200 º.
Grease with butter and lightly flour a heart shaped mold.
In a large bowl, mix the flour, sugar, Bonsalt, egg, oil and milk.
Knead with your hands and add the blueberries and seeds. Knead again until you get a dough relatively dry but moldable. Don't over knead.
Make little balls and put them in the mold.
Brush with egg yolk (dissolved in a teaspoon of milk) and bring to bake about 25 minutes or until well browned.
If you don't have a heart shaped mold, bake the scones the traditional way, using a baking tray lined with greaseproof paper and reducing the baking time.


17
Set13

Regresso às aulas.// Back to school.




























Ontem foi o primeiro dia de aulas dos meus rapazes.
Se para o mais velho não havia grande novidade, para o mais novo foi o dia de começar a escola "a sério".

Lá foram, mochilas carregadas às costas e lancheiras à tiracolo, prontos para mais um ano repleto de aprendizagens, amizades, afectos, contrariedades e frustrações, que estas também ajudam a crescer.

Para mim, o regresso às aulas era sempre motivo de grande excitação e mesmo agora, que só vivo o momento através dos piratas, continua a parecer-me uma época de começos felizes.

Para celebrar, um gelado de mousse de chocolate (ou uma mousse de chocolate gelada, como preferirem!), bem ao gosto do Bernardo, que hoje deu início a uma grande aventura.

//


Yesterday was the first day of school for my two boys.
For the older one there were no big news, but for the youngest, it represented the beginning of 'real school'.

So they went in the morning, with loaded backpacks and snack boxes, ready for another year full of learning, friendship, care, setbacks and frustrations. The latter also help to grow.

When I was a kid, going back to school was always a reason for great excitement and even now, still seems to me a time of happy beginnings.

To celebrate, here is a frozen chocolate mousse (or a chocolate mousse ice-cream, as you prefer): one of Bernardo's favourite, who today set off for a great adventure.






























Mousse de chocolate gelada*

200 g de chocolate de culinária
6 ovos
6 colheres de sopa de açúcar (usei em pó)
1 colher de sopa de manteiga ou margarina
Cones de bolacha e sprinkles coloridos para servir e decorar

Separar as gemas das claras.
Bater bem o açúcar com a manteiga, usando um batedor de varas ou batedeira eléctrica.
Juntar as gemas, uma a uma, continuando a bater até ficar um creme esbranquiçado.
Derreter o chocolate em banho-maria e adicionar à mistura das gemas.
Bater as claras em castelo e envolver com cuidado no preparado anterior.
Transferir para a taça de servir ou para um recipiente de congelação, caso queira servir como gelado.
Neste caso, levar ao congelador pelo menos 8 horas antes de servir.
Se estiver bastante congelada, retirar uns 10 minutos antes de servir.
Faça as bolas pequeninas com a ajuda de duas colheres de sobremesa.
Termine com sprinkles coloridos.

Os minicones podem ser comprados aqui.

*Esta é, há muitos anos, a receita de mousse da minha família e é igual à que vem em algumas embalagens do chocolate Pantagruel. Um dia, depois de uma festa cá em casa, congelei mousse em doses individuais. Passado algum tempo, ao comê-la ainda meio congelada, descobri como afinal era fácil fazer gelado de chocolate ;)

//


Chocolate mousse ice-cream*

200 g dark chocolate
6 eggs
6 tablespoons sugar (I used icing sugar)
1 tablespoon butter
Mini ice-cream cones and sprinkles to decorate and serve

Separate the yolks from the whites.
Wisk the sugar and the butter (you can use the mixer).
Add the yolks, one by one.
Melt chocolate in a double boiler. Whisk until smooth and shining.
Add to the egg and sugar mixture.
Beat the egg whites until stiff peaks form and carefully fold them into the chocolate mixture.
Transfer to a serving bowl or a freezing container.
For the mousse ice-cream, put it in the freezer for at least 8 hours before serving.
If it gets too frozen, remove from the freezer about 10 minutes before serving.
Make tiny scoops with the help of two teaspoons and sprinkle with colorful nonpareils.

The mini ice-cream cones can be bought here.

* This is, for many years, my family chocolate mousse recipe and it's the same as the one which comes in some Pantagruel paper wraps. One day, after a party at home, I froze mousse in little cups. When I ate one still half frozen, I figured out how easy it was to make chocolate ice cream ;)
11
Set13

A minha primeira focaccia // My first focaccia.






Há muito que queria fazer focaccia.
Há uns meses largos, quando dava um programa da Lorraine Pascale na SIC Mulher, apanhei um episódio em que ela fazia uma focaccia maravilhosa num abrir e fechar de olhos.
Quer dizer, isso do abrir e fechar de olhos era só mesmo no programa, porque é verdade que a massa precisava de tempo para levedar. Mesmo assim, comparando com algumas receitas de focaccia que já me tinham passado pelas mãos, aquela parecia bem mais rápida e descomplicada.

Passado algum tempo, vi que a Guida, do blog 'panela sem (de)pressão' também se tinha encantado pela focaccia da Lorraine e, bem mais despachada do que eu, já a tinha replicado.

A semana passada, quando me ofereceram os tomates-cereja de que já falei aqui, uma das sugestões de utilização que me deixaram na página do LB no facebook foi a de fazer uma focaccia. Não podia adiar mais a estreia!

Segui as indicações da Guida, só lhe acrescentei o tomate, e o resultado foi este bonito pão, de aroma, cores e sabor bem mediterrânicos.

O alecrim usado foi cortado na hora de um vaso que tenho na varanda, e que é das poucas ervas aromáticas que se têm aguentado cá em casa este Verão...

//


I had 'focaccia' in my to-do list for a long time.
Some months ago, when a tv show with Lorraine Pascale was being broadcasted on SIC Mulher, I've watched an episode where she made ??a wonderful focaccia in the twinkling of an eye.
I mean, the twinkling of an eye was only in the show, because the batter needed time to rise.
Even so, comparing with some focaccia recipes I've seen, that one seemed much faster and uncomplicated.

After a while, I saw that Guida, from 'panela sem (de)pressão' had also been attracted by Lorraine's focaccia and, being much more bold than me, had already given it a try.

Last week, when these cherry tomatoes arrived to my kitchen, one of the suggestions someone gave me in facebook was to make a focaccia. I could no longer delay the debut!

I followed Guida directions - just added the tomatoes - and the result was this beautiful bread, with strong Mediterranean aroma, colors and flavors.

The rosemary I've used was picked from a vessel in my balcony, and is one of the few herbs that have 'survived' here at home this hot summer ...




Focaccia de alecrim e tomate-cereja
(ligeiramente adaptado daqui)

500 g de farinha sem fermento (desta vez usei farinha 55, mas para a próxima irei usar 65)
2 colheres de chá de sal
7 g de fermento de padeiro seco
80 ml de azeite extra virgem + algum para pincelar
200 ml de água morna
Algumas hastes de alecrim
20 tomates-cereja, aprox.
Flor de sal


Forrar um tabuleiro de ir ao forno com papelvegetal.
Numa taça grande, misturar a farinha, osal e o fermento.
Abrir um buraco ao centro, adicionar aí o azeitee a água e amassar até formar uma bola.
Passar para uma superfície enfarinhada e amassar durante cerca de 10 minutos.
Para testar se a massa está pronta (deve ficarelástica), pressionar com o dedo indicador enfarinhado: se a massa voltar aosítio, já está.
Passar a massa para o tabuleiro preparado eestendê-la dando-lhe uma forma "retangular ovalada" até que tenhacerca de 30 cm x 20 cm.
Cobrir o tabuleiro com um pano de cozinha húmidoe deixar levedar num sítio quente até que dobre de tamanho, cerca de uma hora(a Lorraine Pascale coloca o tabuleiro numa cadeira alta, junto ao forno, comeste já em pré-aquecimento ou enquanto coze outra coisa e parece-me uma boaideia).
Pré-aquecer o forno a 200º.
Com o indicadorenfarinhado, fazer cavidades na massa (para a próxima tenho de empurrar mesmoaté ao fundo - os tomates ficaram um pouco de fora), a espaços regulares.
Lavar, secar e envolver os tomates-cereja emazeite.
Espalhar os tomatinhos pelas cavidades.
Salpicar com alecrim e flor de sal.
Levar ao forno cerca de 30 minutos.
Retirar do forno e pincelar com azeite.

//



Rosemary and cherry tomatoes focaccia

(slightly adapted from here)


500g/1lb 2oz all-pupose flour, plus extra fordusting (next time I'll usestrong flour - T65)
2 tsp salt
1 x 7g/oz sachet fast-action dried yeast
80ml/3fl oz olive oil, plus extra for drizzling
150-250ml/5-9fl oz warm water
1 bunch fresh rosemary
Large pinch Fleur de sel


Line a large flat baking tray with parchment paper and dust with flour.
Put the flour into a large bowl, add the salt andyeast, then add the olive oil, plus enough warm water to make a soft but notsticky dough. The dough should feel quite loose and not tight and difficult toknead. If the whole amount is added it may appear that the dough is beyondrepair, but gently kneading by way of scooping up the dough, scraping anysticky bits on the surface and slapping it back down again for a few minuteswill see the dough begin to become ‘pillowy’ and more manageable.
Knead the dough for about 10 minutes by hand on alightly floured surface. The dough will feel stretchy when pulled. To test ifit is ready, with a well-floured finger, prod a shallow indent in the side (nomore than ¾cm/¼in). If the indent disappears by way of the dough springing backthen it is ready to shape. If the indent stays, knead for a few minutes longer.
Shape the dough into an oval and place it on theprepared baking tray. Flatten it out to about 30cm/12in long and 20cm/8in wide.Cover the dough with a wet kitchen towel.
Preheat the oven to 200C/400F/Gas 6. Leavethe dough in a warm place for about an hour, or until it has almost doubled insize. With a floured index finger press holes in the dough at regularintervals, about 4cm/1½in apart in rows across the dough, pressing right down tothe bottom. Wash, dry and coat the cherry tomatoes with olive oil. Distributethe tomatoes around the holes. Sprinkle with rosemary and some fleur de selover the dough and place in the the oven.
Bake for about 25–30 minutes, oruntil the bread is well risen, pale golden-brown and feels hollow when tappedunderneath. Remove from the oven and drizzle with some olive oil.
 


05
Set13

Pérolas vermelhas de Verão. // Summer red pearls.





























Adoro tomate-cereja.
E se me vier parar às mãos de forma generosa, directamente de um quintal caseiro, fico ainda mais feliz (quem não fica?)

Um tabuleiro cheio de bolinhas, autênticas pérolas encarnadas que se adaptam a um sem-número de utilizações, chegou até mim no início desta semana. Se comê-las ao natural, acompanhadas de queijo mozzarella fresco e manjericão, por exemplo, já é uma salada que conforta, quando as levamos ao forno, o sabor intensifica-se de forma surpreendente.

Quando asso peixe e tenho tomates-cereja, junto sempre alguns ao assado, mas é sempre um apontamento, nunca tinha assado um tabuleiro só de tomates-cereja. Mas digo-vos, vale bem a pena ligar o forno para, menos de uma hora depois, sentir estes berlindes luzidios mornos explodirem-nos na boca.

O queijo feta, a rúcula e a cebola roxa pareceram-me companheiros verdadeiramente à altura, mas sintam-se livres para testar combinações (estou agora a lembrar-me que uns croutons, por exemplo, teriam ficado aqui muito bem).

Fora o tempo de forno, esta é uma salada que se prepara em três tempos.
Depois de misturar os ingredientes principais, é só temperar com um fio de azeite, raspa de limão, algumas folhas de manjericão... e deixar a magia acontecer.

//


I love cherry tomatoes.
And if they come into my hands generously and directly from a backyard, I'm even happier (who isn't?)

A tray full of these little balls, real red pearls ready to suit a multitude of uses, came to me earlier this week. If eating it raw, with fresh mozzarella and basil, for example, is comforting, when we bake it, its flavor reaches a complete new level.

When I bake fish and have cherry tomatoes in the fridge, I always roast a few, but it's always a detail, I've never baked a tray of cherry tomatoes before. But I tell you, it's well worth turning on the oven in order to, less than an hour later, feel these gleaming marbles blowing in one's mouth.

Feta cheese, arugula and red onion seemed to me to be the perfect friends for these roasted cherry tomatoes, but feel free to test combinations (now I'm thinking that croutons would have been a great choice too).

Without counting the oven time, this is a salad that is prepared in the twinkling of an eye.
After mixing the main ingredients, just season with a little olive oil, lemon zest, some basil leaves ... and let the magic happen.








































Salada de tomate-cereja assado, feta, rúcula e cebola roxa

Tomates-cereja (cerca de 10 por pessoa)
Azeite
Mistura de 'Sal com Ervas do Mediterrâneo' da Margão
Orégãos secos
Queijo feta
Rúcula
Cebola roxa
Raspa de limão
Folhinhas de manjericão fresco

Ligar o forno nos 200º.
Lavar, secar e espalhar os tomatinhos num tabuleiro anti-aderente ou forrado com papel vegetal.
Regar com um bom fio de azeite e polvilhar generosamente com a mistura "Sal c/ Ervas do Mediterrâneo", da Margão (adoro esta mistura).
Salpicar com um pouco de orégãos, envolver bem e levar ao forno cerca de 25/30 minutos ou até os tomates terem largado algum sumo e começarem a ficar murchos.
Retirar e esperar que fiquem mornos para montar a salada.
Assim que estiverem mornos, retirá-los para o prato de servir com uma escumadeira.
Juntar a rúcula, a cebola roxa em fatias finas e o queijo feta aos cubinhos.
Regar com mais um fio de azeite e um pouco do molho da assadura (guarde o que sobrar para usar num molho, calda ou num prato de massa) e envolver com cuidado, para que os tomates não percam mais sumo.
Terminar com raspa de limão e folhinhas de manjericão.
Servir de imediato.

Já a focaccia, que fiz pela primeira vez esta semana e onde também usei os tomates-cereja, seguindo uma sugestão deixada na página do LB no facebook, já demora mais tempo! Mas também terá direito a post :)

//


Roasted cherry tomatoes salad, with feta, arugula and red onion

Cherry tomatoes (about 10 per person)
Olive oil
Mixture of 'Sal com Ervas do Mediterrâneo', from Margão
Oregano
Feta cheese
Arugula
Red onion
Lemon zest
Sprigs of fresh basil

Preheat the oven to 200 º.
Wash, dry and spread the cherry tomatoes in a non-stick baking tray or a tray lined with parchment paper.
Drizzle with a good splash of olive oil and sprinkle generously with "Sal c/ Ervas do Mediterrâneo" (a seasoning mixture from Margão, which I love and use a lot)
Sprinkle with dried oregano, coat well and bake about 25/30 minutes or until the tomatoes have dropped some juice and start becoming deflated.
Remove and wait until they are warm to assemble the salad.
Once the tomatoes are warm, remove them to a serving plate with a slotted spoon.
Add the arugula, thinly sliced red onion and diced feta cheese.
Season with a little olive oil and a bit of the remaining baking liquid (save the leftovers to use in a sauce, gravy or a pasta dish), and give the whole lot a gentle toss, so that the tomatoes don't lose any more juice.
Finish with lemon zest and basil leaves.
Serve immediately.

I also used some of the cherry tomatoes in a focaccia, but this is a recipe that takes longer! It will be in the next post :)


Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D