Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lume Brando

31
Jan13

Tarte ou sobremesa de colher? // A pie or a spoon dessert?




























Desde que fiz a minha primeira banoffee pie, esta passou a ser uma sobremesa recorrente nas festas cá de casa, mas fui variando um pouco a receita.
Quem me conhece sabe que "variar", normalmente significa "simplificar": depois de ter experimentado com uma base de massa quebrada de chocolate e ter experimentado vários tipos de bolacha na base, comecei a apresentá-la em taças ou copos individuais, com a grande e saudável vantagem da bolacha não precisar de ser misturada com manteiga.
Tem sido um sucesso entre miúdos e graúdos e deve ser das sobremesas simultaneamente mais vistosas e mais rápidas de preparar que conheço: 10 minutos e está pronta a servir.
Claro que o mérito é de quem inventou a ligação da banana com o leite condensado cozido, um dos pares perfeitos no mundo dos doces.
Na base pode usar-se bolacha Maria ou outra bolacha a gosto. Eu gosto especialmente de usar as de canela (tipo Ricanela da Cuétara).

E como é tão fácil e rápida de preparar, porque não fazê-la para o jantar do dia de São Valentim?
Assim sobra tempo para namorar...

//

Since I made my first banoffee pie, this dessert has become a classic at my family birthday parties, but I've been making some changes.
In my case, "to change" usually means "to simplify": after having used a chocolate short crust pastry case, I'd tried various kinds of cookies for the base, and then began to present it in individual bowls or cups. This has a great and healthy advantage: there's no need to mix the cookies with the butter.
It has been a crowd pleaser, kids and adults alike, and it's one of the fanciest dessert you can prepare in just 10 minutes.
Of course the credits go to whom invented the banana + condensed milk combination, a perfect couple in the world of sweets.
For the base you can use 'rich tea' cookies or any type of cookies you like. Normally I go for cinnamon cookies (like these from Cuétara).

So easy and quick to prepare! Try it on Valentine's Day: you'll still have time for love...



























Tacinhas Banoffee

Para cerca de 8
(as quantidades são aproximadas, depende do tamanho das taças e do gosto de quem estiver a montar a sobremesa)

1 emb. de bolachas de canela
1 lata de leite condensado cozido
2/3 bananas maduras
2 pacotes de natas para bater (devem estar bem frias)
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
Chocolate de culinária p/ raspar

Desfaça duas bolachas directamente para cada taça.
Abra a lata de leite condensado e mexa com uma colher antes de distribuir o creme pelas taças.
Descasque e retire os filamentos das bananas e coloque algumas rodelas em cada taça, por cima do leite condensado.
Bata as natas em chantilly com o açúcar amarelo.
Se usar copos relativamente estreitos, coloque o chantilly num saco pasteleiro ou saco de congelação simples, corte a ponta e distribua-o pelos copos. Em alternativa use uma colher.
Termine com mais bolacha picada e e raspas de chocolate.
Se não servir imediatamente, leve ao frigorífico.

//

Banoffee Cups

About 8 (quantities are approximate, depending on the size of the cups and the taste of whom are assembling the dessert)

1 pack of cinnamon cookies
1 can of condensed milk
2/3 ripe bananas
400 ml of heavy/double cream (cold enough to whip)
2 tablespoons light brown sugar
Dark chocolate shavings

Crumble two cookies directly into each cup.
Open the can of condensed milk and stir with a spoon before distributing the cream among the cups.
Peel and slice the bananas, spreading the slices among the cups, over the condensed milk.
Whip the cream with the sugar until it becomes 'chantilly'.
If using relatively narrow glasses, put the whipped cream in a pastry bag or clean freezer bag and swirl it among the glasses. Alternatively, use a spoon.
Finish with some cinnamon cookies small crumbs and chocolate shavings.
If not serving immediately, keep the cups in the fridge.



23
Jan13

O meu cupcake de aniversário // My birthday cupcake.


A semana passada cantaram-se os parabéns cá em casa.
E desta vez decidi mimar-me com o meu sabor favorito: limão.

A receita está neste livro da Hummingbird Bakery, que sugere rechear os cupcakes com um pouco de lemon curd, antes de se aplicar a cobertura.
Usei a minha receita infalível de lemon curd e o resultado foi o melhor bolo de aniversário de sempre!
Um verdadeiro 'escândalo', como diria uma amiga.

Infelizmente, esqueci-me de fotografar um cupcake aberto...

//

Last week, the Happy Birthday theme was sung here at home.
And this year I decided to spoil myself with my favorite flavor: lemon.

The recipe is in this book from Hummingbird Bakery, where they suggest to fill the cupcakes with a bit of lemon curd, before applying the frosting. I used my foolproof recipe for lemon curd and the result was the best birthday cake ever! A true 'scandal', as a friend of mine would say.

Unfortunately I forgot to photograph the cupcake interior...








































Cupcakes de Limão
(receita original daqui)

Para cerca de 12

Massa:
125 g de farinha sem fermento
150 g de açúcar em pó
1,5 colher de chá de fermento em pó
2 colheres de sopa de raspa de limão
40 g de manteiga ou margarina
120 ml de leite
1 ovo

Lemon curd (a minha receita):
50 ml de sumo de limão
1 ovo L
75 g de açúcar
1 colher de sobremesa de raspas de limão
30 g de manteiga à temperatura ambiente

Cobertura:
500 g de açúcar em pó
160 g de margarina ou manteiga sem sal
4 colheres de sopa de raspa de limão
algumas gotas de corante alimentar amarelo (opcional)
50 ml de leite


Se não tiver lemon curd, comece por fazê-lo (pelo menos com 1/2 dia de antecedência, para poder arrefecer bem)
Levar ao lume o ovo bem misturado com o açúcar e o sumo de limão.
Com um batedor de varas, mexer sempre para não ganhar grumos, até engrossar.
Deve demorar cerca de 10 minutos. Retirar do lume e incorporar a margarina em pedaços e a raspa de limão. Mexer até a  estar bem derretida e dissolvida no creme.
Passar para um frasco esterilizado, tapar, deixar arrefecer e refrigerar. Dura cerca de 15 dias no frigorífico.


Pré-aquecer o forno nos 180º.
Misturar a farinha, o açúcar, o fermento, a raspa de limão e a manteiga com a batedeira eléctrica numa velocidade baixa, para evitar salpicos. Quando atingir um aspecto arenoso, junte o leite e continue a bater para incorporá-lo. Junte o ovo e continue a bater até a mistura ficar macia, mas sem bater demasiado. Distribua o preparado pelas formas, até cerca de 2/3 da sua altura e leve ao forno cerca de 20-25 minutos ou até um palito sair seco do seu interior. Retire e deixe arrefecer.

Entretanto, prepare a cobertura: num robot de cozinha ou com uma batedeira eléctrica, bata o açúcar com a margarina, a raspa de limão e o corante numa velocidade baixa, até ficar bem ligado. Junte lentamente o leite e depois aumente a velocidade, batendo até ficar com uma textura muito macia e cremosa. Verifique a consistência, caso queira usar bico pasteleiro (na receita original são cobertos com a ajuda de uma espátula, o que faz que se use menos quantidade de cobertura; as quantidades que eu refiro são para decorar com bico pasteleiro). Se achar que está demasido mole, junte mais açúcar em pó, se achar que está demasiado espesso, junte um pouco mais de leite.

Quando os cupcakes estiverem frios, retire com a ajuda de uma faca pontiaguda um círculo relativamente profundo de massa, do centro do cupcake, e coloque aí dentro um pouco de lemon curd. Tape com o pedaço de massa que retirou, pressionando ligeiramente.
Decore com a cobertura, usando saco e bico de pasteleiro largo com ponta em estrela. Pode terminar com confeitos de açúcar ou raspas de limão.

//

Lemon cupcakes
(recipe from here)

About 12

150 g of icing sugar
125 g plain flour
1.5 tsp baking powder
2 tablespoons of lemon zest
40 g of butter or margarine
120 ml milk
1 egg

Lemon curd (my recipe):
50 ml lemon juice
1 large egg 
75 g sugar
1 tablespoon of lemon zest
30 g of butter at room temperature

Frosting:
500 g of icing sugar
160 g of unsalted butter or margarine
4 tablespoons of lemon zest
A few drops of yellow food coloring (optional)
50 ml of milk


If you don't have any lemon curd left in the fridge, start making it (at least 1/2 day in advance, so it can cool down).
Mix together the egg, sugar and lemon juice. Bring to boil, wisking continuously to avoid lumps, until it is thickened. It should take about 10 minutes. Remove from the heat and add the butter chunks and lemon zest. Stir until it's dissolved in the lemon cream.
Transfer to a sterilized jar, cover it, cool and refrigerate. Lasts about 15 days in the fridge.

Preheat the oven to 180 º.
Mix the flour, sugar, baking powder, lemon zest and butter with an electric mixer on low speed to avoid splashing.  Add the milk and keep beating to incorporate it. Add the egg and continue to beat until the mixture is soft but don't over beat. Divide batter evenly among moulds, filling each halfway, and bake about 20-25 minutes or until a skewer comes out clean. Remove and let cool.

Meanwhile, prepare the frosting: in a food processor or with an electric mixer, beat the sugar with the margarine, lemon zest and coloring in a low speed, until well mixed. Slowly add the milk and then increase the speed, beating until you get a very soft and creamy texture. Check the consistency: if you want to use a pastry tip (in the original recipe the cupcakes are just covered with a spatula, which calls for less frosting; the quantitities I give is to decorate with pastry tip). If you think it's too soft, add more powdered sugar, if you think it's too thick, add an extra splash of milk.

With a sharp knife, remove a quite deep circle of the center of each cold cupcake, and then fill with a bit of lemon curd. Cover again with the piece of cake you've removed, pressing lightly.
Decorate with the frosting, using a pastry bag and a large pastry star tip. Finish with sprinkles or lemon zest.



16
Jan13

Guloseimas salgadas // Savory treats






























Acho que já deu para perceber que as minhas receitas favoritas são aquelas que dão pouco trabalho mas enchem o olho.
E já vi que a Lorraine Pascale é do meu clube.
Há uns tempos pus a gravar o seu programa que está a passar na SIC Mulher, e noutro dia deliciei-me com vários episódios de seguida.
Fiquei com imensa vontade de experimentar as suas receitas e comecei pela mais simples e rápida que vi até agora: lollipops de queijo.
Ficaram com um aspecto rústico muito engraçado e bastante estaladiços.
Usei queijo da Ilha em vez do parmesão e resultou muito bem.
E é uma receita que podemos variar, juntando ervas, sementes e especiarias diferentes.
Na próxima festa cá de casa, terei estas guloseimas salgadas a receber os convidados.

//

You know that my favorite recipes are those which require little effort but have the wow factor.
And I've seen that Lorraine Pascale thinks alike.
I've been recording her program on SIC Mulher, and indulged myself the other day with several episodes in a row.
There are a lot of recipes from the program I want to try soon, so I started with the simplest and quickest I've seen so far: cheese lollipops.
They came out with a nice rustic look and quite crispy.
I used a Portuguese cheese - queijo da Ilha - instead of parmesan, and it worked very well.
You can modify this recipe endlessly, by adding different herbs, seeds or spices.
Next time I host a party at home, I'll have these salted goodies awaiting the guests.







































Lollipops de queijo
(receita original de Lorraine Pascale)

Para cerca de 6

50 g de queijo da Ilha ralado grosseiramente (ou parmesão)
Sementes a gosto (usei papoila, sésamo e linhaça, cerca de uma colher de sopa)
Ervas aromáticas secas ou especiarias a gosto (usei Ervas de Provence, cerca de duas colheres de chá)

Aro de enformar comida ou cortador redondo de bolachas com 6 cm de diâmetro
Palitos de espetada médios

Pré-aquecer o forno nos 220º.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal.
Numa taça, misturar o queijo com as sementes e as ervas aromáticas.
Colocar o aro ou o cortador de bolachas sobre o papel vegetal e introduzir cerca de uma colher de sopa da mistura, formando um círculo relativamente plano. Retirar com cuidado o aro ou o cortador, pousar um palito na vertical com a extremidade superior a meio do círculo e colocar mais um pouco da mistura tapando o palito. Voltar a pousar o aro ou cortador no papel vegetal, um pouco afastado do primeiro chupa-chupa (é preciso espaço entre os círculos porque o queijo vai espalhar-se ao derreter) e repetir a operação. Assim sucessivamente até terminar a mistura do queijo.
Levar ao forno cerca de 5 minutos ou até ficar bem dourado e com aspecto crocante.
Retirar do forno, destacar com cuidado do papel vegetal (com uma espátula fina de metal, por exemplo) e deixar arrefecer.
Se não for servir logo, guarde numa caixa hermética até à hora de servir.

//

Cheese lollipops
(original recipe: Lorraine Pascale)

About 6


50 g of coarsely grated cheese ("queijo da Ilha" or parmesan)
Seeds
(I used a tbspoon of poppy, sesame and linseed)
Dried herbs or spices (I used 2 teaspoons of Herbs de Provence)

Metallic ring for shaping food or round cookie cutter with 6 cm diameter
Kebab sticks - medium size

Preheat the oven to 220 º.
Line a tray with parchment paper.
In a bowl, mix the cheese with seeds and herbs.
Place the ring or cookie cutter on the parchment paper and insert about a tablespoon of the mixture, forming a relatively flat circle. Carefully lift the cutter or the ring and place a kebab stick vertically in the middle of the cheese circle. Put a bit more of the mixture covering the stick end. A little away from the first lollipop (we'll need space between circles because the cheese will spread when melting), repeat the process until there's no more cheese mixture.
Bake about 5 minutes or until golden brown and crispy.
Remove from oven, carefully 'unstick' them form the parchment paper (using an offset spatula, for example) and let cool.
If not serving immediately, store in an airtight container until serving.

11
Jan13

Vol-au-vent à sobremesa // Vol-au-vent for dessert.





























No frigorífico, havia massa folhada quase a passar de prazo e doce de ovos que tinha sobrado do recheio de um bolo.
Lembrei-me de os juntar e fazer uma espécie de vols-au-vent doces.
Nesse dia, depois de ter deixado alguns para o guloso-mor cá de casa comer à sobremesa, levei os restantes para a reunião de direção da Associação de Pais da escola dos meus rapazes, para mimar os meus colegas.
Tanto em casa como na escola, estas caixinhas elegantes e fáceis de fazer foram um sucesso!

//

In the fridge, there was puff pastry very close to the "best before date", and egg filling leftover from a cake I made. In order to use them, I came up with these sweet vols-au-vent.
That day, after having left some for the one with the big sweet tooth here at home to have for dessert, I took the rest to the Parents Association meeting, to surprise my colleagues.
Both at home and at school, these elegant and easy to make treats were praised!







































Vols-au-vent com doce de ovos

Massa folhada fresca

Doce de ovos caseiro*
Açúcar em pó para polvilhar antes de servir
Cortadores de bolacha redondos de 2 tamanhos diferentes

*Doce de ovos

6 gemas + 1 ovo inteiro
250 g de açúcar
125 ml de água
1 pau de canela
1 pedaço de casca de limão 


Num tacho, levar ao lume a água, o açúcar, o pau de canela e a casca de limão.

Mexer SÓ no início para envolver bem o açúcar na água e deixar ao lume em lume médio SEM mexer.
Entretanto, desfazer com um garfo as gemas e o ovo numa taça de metal ou vidro.
Quando a calda de açúcar começar a ferver bem, bolhas grandes por toda superfície da calda, CONTAR 3 MINUTOS.
Retirar do lume, descartar o pau de canela e a casca de limão e juntar em fio às gemas+ovo, lentamente e mexendo sempre.
COAR esta mistura para o tacho e levar de novo ao lume até engrossar, sem deixar ferver (cerca de 15 minutos).
Guardar em frascos de vidro que fechem bem. Usar depois de arrefecido. Bem fechado, conserva-se durante várias semanas no frigorífico.

Quando quiser fazer os vols-au-vent, pré-aqueça o forno nos 170º.
Estenda a massa folhada e corte círculos com um cortador de bolachas (ex.: 5 cm diâmetro).
Em metade desses círculos, retire um círculo interior com um cortador mais pequeno (ex.: 2,5 cm diâmetro).
Pincele bem os círculos completos com clara de ovo e cole um círculo "furado" por cima de cada um.
Leve a cozer sobre papel vegetal cerca de 10/15 minutos ou até estarem bem dourados e folhados.
Destaque-os do papel vegetal e deixe arrefecer. Pouco tempo antes de servir  recheie com o doce de ovos.
Termine com açúcar em pó.

//

Sweet vols-au-vent

Puff pastry
Traditional portuguese egg filling *
Icing sugar
Round cookie cutters (2 different sizes)

*Egg Filling
6 yolks + 1 whole egg
250 g sugar
125 ml water
1 cinnamon stick
1 piece of lemon peel

In a saucepan, bring to boil the water, sugar, cinnamonstick and lemon peel.
Stir ONLY at the beginning to involve the sugar in the waterand leave to boil over medium heat WITHOUT stirring.
Meanwhile, put the yolks and the egg in a metallic or glassbowl and lightly mix them with a fork.
When the sugar syrup starts to boil, with big bubbles allover the surface, COUNT 3 MINUTES.
Remove from the heat, discard the cinnamon stick and lemonpeel and add, in a slow trickle, to the egg mixture, stirring constantly.
Strain this mixture to the saucepan and cook again untilthickened, stirring constantly and avoiding the boiling point (about 15minutes).
Use after cooling or store in glass jars, tightly closed. Canbe kept for several weeks in the fridge.

To make the vols-au-vent, pre-heat the oven to 170 º.
Roll out the puff pastry and cut out circles with a cookiecutter (eg 5 cm).
In half of these circles, remove an inner circle with asmaller cutter (eg 2,5 cm).
Brush thoroughly the ‘full circles’ with egg white and stickone ‘holed-circle’ on top of each one of these.
Bake on a parchment-lined baking sheet for 10/15 minutes oruntil well browned and flakey.
Tranfer vols-au-vent to wire racks or flat plates to cool.
Shortly before serving fill with the ‘egg jam’.
To finish, dust with icing sugar.


07
Jan13

Um doce 2013 // Sweet 2013





























Com os miúdos em casa, de férias, foi impossível vir cá deixar as Boas Festas (que cá por casa foram realmente boas: em família, com espírito alegre e mesas bem recheadas).

Espero que o vosso Natal tenha sido feliz e desejo a todos que 2013, afinal, se transforme num número de sorte e seja um ano positivo. Nada como encará-lo com optimismo e conscientes de que se a vida nos oferecer limões, o melhor é fazer limonada...

Levar de vez em quando um tabuleiro destes muffins-donuts ao forno, também irá levantar o ânimo de toda a família, garanto-vos.

Descobri a receita aqui, no blog da açoriana Ilídia, e foram devorados - sim, julgo que esse é o termo mais preciso - ainda mornos. Quase não deu tempo para fotografá-los, tal a impaciência dos rapazes, pai incluído.

Foram aprovados sem reparos e será com certeza uma das receitas que irei repetir brevemente.

Bom Ano!

P.S.: A partir de agora, o Lume Brando será bilingue, com a tradução em inglês dos posts e das receitas. Uma resolução de Ano Novo, que espero conseguir cumprir!

//

With my kids at home during Christmas holidays, it was impossible to come here and wish you a Merry Christmas (which around here was really merry: with family gathered, joyful spirit and tasty food).



I hope you had a Happy Christmas and I wish that 2013, after all, turns out to be a lucky number and a prosperous year. There's nothing like facing it with optimism and aware that if life gives you lemons, making lemonade is best...

Occasionally, baking a tray of these ‘muffin-donuts’ will also cheer up the whole family, I assure you.

I found the recipe here, on Ilídia’s blog, and they were devoured - yes, I think this is the most accurate word - still warm. Hardly had time to photograph them, such impatient were the boys, father included.

They were approved with no remarks and it will be surely one of the recipes that I’ll make again in the near future.

Happy New Year!

PS: From now on, Lume Brando (portuguese expression for ‘low hot cooking’) will have the posts and recipes translated into English. A New Year's resolution that I hope to keep!



























Muffin-donuts
(receita original aqui)

1/2 chávena  de açúcar*
1/4 chávena de manteiga ou margarina derretida*
3/4 de colher de chá de noz moscada
1/2 chávena de leite*
1 chávena de farinha com fermento*


Para finalizar:

1/4 chávena de açúcar
1 colher de chá de canela em pó

*Chávena-medida de 250 ml de capacidade


Pré-aquecer o forno a 190 graus.
Untar bem com manteiga ou margarina oito formas de queques de tamanho médio

(usei um daqueles tabuleiros com cavidades), e polvilhá-las com farinha.
Numa taça misturar o açúcar e a manteiga derretida.

Juntar o leite, mexer, e adicionar a farinha e a noz moscada, mexendo sempre, com uma vara de arames, até estar tudo bem misturado.
Distribuir a mistura pelas as formas até metade e
levar ao forno durante 15 a 20 minutos (os meus cozeram em 16 minutos).
Colocar o açúcar e a canela numa taça pequena.

Desenformar os muffins e passá-los pela mistura de açúcar e canela. 


//

Muffin-donuts
(original recipe here)

1/2 cup sugar
1/4 cup melted butter
3/4 teaspoon of nutmeg
1/2 cup milk
1 cup self-raising flour

To finish:
1/4 cup sugar
1 teaspoon ground cinnamon

Pre-heat the oven to 190ºC.
Grease well eight moulds of medium-sized muffins
(I used one of those baking pans with 12 muffin holes), and sprinkle them with flour.
In a bowl, mix the sugar and melted butter.
Add milk, stir, add the flour and nutmeg.
Mix together well.
Divide batter evenly among moulds, filling each halfway.
Bake about 15 to 20 minutes (mine cooked for 16 minutes).
Place sugar and cinnamon in a small bowl.
Unmold the muffins and coat them with the sugar and cinnamon mixture.



Teresa Rebelo

foto do autor

Sigam-me

TOP 100 Food Bloggers

TOP 15 Blogs de Culinária Portugueses

Featured on

Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D